Esportes

Copa terá Argentina contra Bélgica e Holanda diante da 'zebra' Costa Rica

Da Redação ·
 Torcedores de Argentina e Bélgica são esperados neste sábado em Brasília (Foto: AP)
fonte:
Torcedores de Argentina e Bélgica são esperados neste sábado em Brasília (Foto: AP)

A Copa do Mundo define neste sábado (5) os dois últimos semifinalistas a partir dos confrontos entre Argentina e Bélgica, às 13h, em Brasília, e o duelo Holanda e Costa Rica, ás 17h, em Salvador. Será o choque entre duas forças tradicionais dos Mundiais contra duas equipes ascendentes.

continua após publicidade

A Argentina se classificou no sufoco após uma vitória nos minutos finais sobre a Suíça. A Bélgica também passou apertada pelos Estados Unidos, na prorrogação. A torcida argentina preparou uma "invasão" ao Distrito Federal para apoiar o time. Mais de mil veículos vieram da Argentina para Brasília entre 8h de quarta (2) e 2h de quinta (3), segundo a Polícia Rodoviária Federal. O número inclui carros de passeio, ônibus e motor homes.

Mais de 400 policiais federais atuarão em Brasília neste sábado. Sete policiais federais argentinos vão auxiliar a PF na identificação de turistas conhecidos como “barrabravas”– torcedores considerados perigosos por autoridades do país vizinho. Os agentes vão trabalhar na sexta-feira, no aeroporto, e no sábado, no estádio.

continua após publicidade

Na Bahia, a Holanda espera que os bons ares de Salvador inpirem o ataque laranja contra a Costa Rica. Foi na mesma Arena Fonte Nova que a Holanda aplicou a histórica goleada por 5 a 1 sobre a Espanha, na primeira rodada do Mundial. A Costa Rica, grande surpresa da Copa, já derrubou três grandes de futebol: Uruguai, Itália e Inglaterra, e promete encarar os holandeses de igual para igual.

O duelo deste sábado será o tira-teima entre as duas equipes nas Copas. No primeiro confronto, em 1982, Bélgica surpreendeu a Argentina e venceu na abertura daquele Mundial. Em 1986, com dois gols de Diego Maradona, os argentinos derrotaram os belgas na semifinal da Copa disputada no México.

Será interessante acompanhar o duelo do ataque argentino, com Lionel Messi, Angel Di María e Gonzalo Higuaín, contra a defesa da Bélgica. Messi tem se mostrado decisivo em todos os jogos da Argentina nesta Copa. Fez gol nas vitórias sobre a Bélgica, Irã e Nigéria, na primeira fase, e deu o passe certeiro para Di María marcar diante da Suíça, nas oitavas de final.

continua após publicidade

O técnico argentino Alejandro Sabella não terá o lateral-esquerdo Marcos Rojo, suspenso. Em seu lugar deve jogar Jose Maria Basanta. O atacante Sergio Kun Aguero, que estava machucado, se recuperou e pode ser uma opção.

Na Bélgica, a aposta é na defesa. O goleiro belga Thibeaut Courtois sofreu apenas dois gols neste Mundial, e conta com a segurança dos zagueiro Daniel Van Buyten e Vincent Kompany. Courtois, aliás, nunca perdeu um jogo defendendo a seleção da Bélgica: foram 21 jogos, com 15 vitórias e seis empates.

O time belga tem um meio de campo muito rápido, onde se destacam os meias Kevin Mirallas, Kevin De Bruyne e Eden Hazard. O técnico Marc Wilmots não definiu quem será o centroavante, Divorck Origi ou Romelu Lukaku.