Esportes

Brasil vence a Coreia do Norte por 2 a 1 em jogo difícil

Da Redação ·
Maicon fez o primeiro gol brasileiro
fonte: Google
Maicon fez o primeiro gol brasileiro

A tradição das Copas se manteve e o Brasil novamente estreou com vitória, agora por 2 a 1 sobre a retrancada Coreia do Norte. Nesta terça-feira, no Ellis Park Stadium, a Seleção teve dificuldades iniciais, mas se impôs no segundo tempo e marcou com Maicon, em gol espírita, e depois com Elano em ótimo passe de Robinho. A última vez que os brasileiros não ganharam no primeiro jogo em um Mundial foi em 1978, quando empatou com a Suécia em 1 a 1.

continua após publicidade

Primeiro tempo: dificuldades com a marcação

Contra um adversário bastante recuado, com três zagueiros para cercar Luís Fabiano e dois alas fechando a marcação sobre Elano e Robinho, o Brasil teve enormes dificuldades em penetrar na área norte-coreana e só finalizou três vezes no gol defendido por Ri Myong Guk. Kaká, em baixo ritmo, também errou passes e foi anulado pelos marcadores.

continua após publicidade

Os jogadores brasileiros mais acesos foram Maicon e Robinho, que no início do jogo apareceu bem pela esquerda e passou ótima bola a Kaká, que se atrapalhou na hora de finalizar. Depois, o próprio Robinho tentou, mas errou o alvo.

Aos 13min, enfim, o Brasil acertou o gol, mas o chute de Elano não ofereceu grande perigo à Coreia do Norte. Depois foi Robinho que apareceu livre na área e bateu, mas também muito fraco, sem ameaçar os asiáticos.

Ofensivamente, a Coreia do Norte esteve sempre refém da inspiração de Jong Tae Se. Em um lance, o único atacante da equipe norte-coreana passou entre quatro marcadores brasileiros e chutou fraco, nas mãos de Júlio César. Depois, levou fácil a marcação de Juan mas errou o alvo na hora de finalizar.

continua após publicidade

Na última parte do primeiro tempo, o Brasil, que acabaria os 45 minutos com 67% de posse de bola, usou e abusou da troca de passes sem objetividade, quase sempre acabando com a bola nos pés do Maicon em cruzamentos cortados pela firme defesa da Coreia do Norte.

Segundo tempo: mais inspiração e gols

Sem nenhuma substituição, o Brasil voltou para o segundo tempo com uma atitude mais incisiva e já nos minutos iniciais ameaçou a Coreia do Norte. Primeiro em falta cobrada por Michel Bastos, que assustou, e depois em contra-ataque veloz: de Kaká para Robinho, que desperdiçou.

continua após publicidade

O primeiro gol na Copa surgiu, enfim, aos 10min. Em bela virada de jogo que saiu dos pés de Felipe Melo, Elano entrou na área e passou a Maicon, que mesmo sem ângulo chutou com violência entre o goleiro norte-coreano e a trave, furando a retranca asiática.

Com vantagem no placar, o Brasil continuou em cima da Coreia do Norte e criou oportunidades. Michel Bastos chutou novamente de fora, levando perigo. Depois, em novo contragolpe, Kaká conduziu bem e passou a Robinho, que serviu Luís Fabiano para boa finalização.

Perdendo a partida, a Coreia do Norte se viu obrigada a buscar o jogo e abriu os espaços que o Brasil de Dunga adora aproveitar. Assim, aos 26min, o contra-ataque terminou em gol. Robinho acertou belo passe em profundidade para Elano, que deslocou o goleiro adversário e fez o segundo brasileiro.

Quando a vitória parecia tranquila, com o Brasil colocando o pé no freio e esperando o jogo acabar, ainda houve tempo para um susto. Ji Yun Nam, aos 43min, invadiu a área, levou a marcação e deslocou Júlio César.

O Brasil volta a jogar no próximo domingo, contra a Costa do Marfim em Johannesburgo - desta vez, porém, no Soccer City Stadium. Os norte-coreanos pegam Portugal na Cidade do Cabo na segunda-feira da semana que vem.