Esportes

Suárez pede perdão a Chiellini e à 'família do futebol'

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Suárez pede perdão a Chiellini e à 'família do futebol'
fonte: Foto: Renata Silva/Setes
Suárez pede perdão a Chiellini e à 'família do futebol'

O atacante Luis Suárez divulgou um comunicado nesta segunda-feira para se desculpar com o zagueiro italiano Chiellini e com a "família do futebol". Através de sua conta oficial no Twitter, o jogador uruguaio diz que se arrepende da mordida que deu no defensor da Itália, na terça passada, em Natal, ainda pela primeira fase da Copa do Mundo, e prometeu que um episódio dessa natureza não se repetirá.

"Eu me arrependo profundamente. Peço perdão a Chiellini e à família do futebol. Eu me comprometo publicamente a nunca voltar a me envolver em um incidente como esse", escreveu Suárez em tópicos, tanto em inglês quanto em espanhol. Antes, ele fez uma introdução dizendo que refletiu sobre o lance junto de seus familiares em Montevidéu, para onde foi logo depois de ser suspenso pela Fifa.

"Independentemente da polêmica e das declarações contraditórias que foram veiculadas nos últimos dias, tudo aconteceu sem a minha intenção de interferir no desempenho da minha seleção nacional. A verdade é que meu colega de profissão Chiellini sofreu um choque físico resultante da minha mordida após a colisão que sofremos", afirmou o atacante, que não foi expulso durante a partida e participou até o fim daquela vitória por 1 a 0, que eliminou a Itália e classificou o Uruguai para as oitavas de final.

Com base no vídeo da jogada, o Comitê Disciplinar da Fifa suspendeu Suárez por nove jogos oficiais da seleção uruguaia e também por quatro meses de qualquer atividade relacionada ao futebol, o que inclui até treinamentos no Liverpool, seu clube na Inglaterra. A sanção foi anunciada na quinta-feira e pouco depois o atacante deixou o Brasil porque sua credencial do Mundial foi cassada. Apesar de ter sido agredido, Chiellini se manifestou na sexta dizendo que achou a punição exagerada.

Segundo a entidade, o histórico do uruguaio foi levado em consideração, já que foi a terceira vez que Suárez morde um adversário dentro de campo - nas anteriores, defendia o PSG Eindhoven e o Liverpool. Sem seu melhor jogador, o Uruguai perdeu por 2 a 0 da Colômbia, no último sábado, e foi eliminado nas oitavas de final da Copa do Mundo.

continua após publicidade