Esportes

Schumacher ainda não é capaz de falar e ficar acordado, diz jornal

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Schumacher ainda não é capaz de falar e ficar acordado, diz jornal
Schumacher ainda não é capaz de falar e ficar acordado, diz jornal

VIENA, ÁUSTRIA - Apesar de ter deixado o hospital em que estava internado em Grenoble, na França, na segunda-feira (16), para dar início ao processo de reabilitação após sair do estado de coma, Michael Schumacher ainda não é capaz de falar ou permanecer longos períodos acordado.

continua após publicidade


O heptacampeão mundial, que foi transferido para o Hospital Universitário de Lausanne, na Suíça, localizado a pouco mais de 30 km de sua casa, em Gland, é capaz de responder ao som da voz de sua mulher, Corinna, e de seus filhos, Gina Maria, 17, e Mick, 15, de acordo com o diário alemão "Bild"
Schumacher respira sem a ajuda de aparelhos e os períodos em que permanece acordado são mais longos do que eram nas últimas semanas.


Ainda segundo a publicação, o heptacampeão mundial de F-1 perdeu mais de 20 kg nos quase seis meses em que permaneceu internado em Grenoble, apesar de ter recebido massagens e ter feito fisioterapia durante este período.

continua após publicidade


Schumacher acidentou-se no dia 29 de dezembro enquanto esquiava com a família nos Alpes franceses e bateu a cabeça em uma rocha.
Transferido para o hospital de helicóptero, foi submetido a duas cirurgias de emergência e colocado em coma artificial para tentar minimizar os danos cerebrais.
Na segunda-feira, Sabine Kehm, assessora e empresária do alemão, afirmou que ele havia saído do coma e estava deixando o hospital na França.
A família do ex-ferrarista não divulgou detalhes sobre o estado de saúde de Schumacher e pediu privacidade para que ele possa dar início ao processo de reabilitação em Lausanne.


Darcy Christen, porta-voz do Hospital Universitário, confirmou que Schumacher, 45, chegou ao local na segunda-feira pela manhã.
"A família está em uma ala separada do hospital onde a privacidade deles pode ser mantida e onde Michael pode ter o melhor tipo de tratamento possível", afirmou Darcy.


Um de cinco hospitais universitários na Suíça, o que agora abriga o ex-piloto tem um departamento de neurologia clínica que é considerado líder em pesquisa cerebral no mundo.


Schumacher está internado na unidade de neuro-reabilitação, que inclui enfermeiros, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, de fala e neurologistas.
De acordo com o "Bild" o tempo em que o heptacampeão deve permanecer em reabilitação pode ser de alguns meses ou até anos, dependendo da extensão dos danos.