Esportes

Com três de Müller, Alemanha dá show e goleia Portugal

Da Redação ·
Goleada da Alemanha sobre Portugal aconteceu no Estádio da Fonte Nova, em Salvador - Foto: Camila Souza/GOVBA
fonte:
Goleada da Alemanha sobre Portugal aconteceu no Estádio da Fonte Nova, em Salvador - Foto: Camila Souza/GOVBA

Nem mesmo Cristiano Ronaldo, eleito o melhor do mundo de 2013, pôde evitar o show de bola que a Alemanha deu em Portugal nesta segunda-feira, na estreia das duas seleções na Copa do Mundo, sob o forte calor de Salvador, na Arena Fonte Nova. Um dos favoritos ao título, o time alemão dominou com facilidade, empolgou a torcida com seu bom futebol e goleou por 4 a 0.

Foram três gols somente no primeiro tempo, quando o triunfo foi encaminhado, com a ajuda de Pepe, expulso aos 36 minutos. A Alemanha até pisou no freio na segunda etapa, mas não deixou de marcar mais um, selando uma das piores derrotas de Portugal na história das Copas.

Thomaz Müller, um dos artilheiros do Mundial de 2010, foi quem mais brilhou em campo ao marcar três vezes, duas ainda na etapa inicial, ofuscando completamente Cristiano Ronaldo. Agradou até a chanceler alemã Angela Merkel, presente nas tribunas do estádio, que não chegou a lotar. Ela teve a companhia do presidente da Fifa, Joseph Blatter.

A grande apresentação aumentou o favoritismo da Alemanha na Copa e deixou o time em situação bem tranquila no Grupo G. Com três pontos e bom saldo, dificilmente perderá a liderança da chave para Estados Unidos ou Gana, que se enfrentam ainda nesta segunda, às 19 horas, em Natal.

Portugal, por sua vez, só tem preocupações para a sequência desta fase de grupos. O técnico Paulo Bento perdeu Fábio Coentrão e Hugo Almeida durante a partida, ambos por lesão muscular. Eles podem desfalcar a equipe no restante da Copa. O treinador também não terá Pepe, expulso de campo ainda no primeiro tempo. Está fora pelo menos do próximo jogo, mas ainda pode ser suspenso por mais partidas.

O consolo dos portugueses foi contar com Cristiano Ronaldo durante os 90 minutos do confronto contra os alemães. Ele vinha de lesão, no final da temporada europeia, e havia participado de poucos treinos na preparação de sua seleção para a Copa. Sem demonstrar sinais de dores, não deverá ter problema para os jogos contra Estados Unidos e Gana.

O JOGO - Uma das atrações desta Copa, Cristiano Ronaldo gerou muito expectativa em torcedores portugueses, brasileiros e fãs de todo o planeta antes da estreia. Mas seu nome nesta segunda foi completamente ofuscado por Thomas Müller, principalmente no primeiro tempo, quando a Alemanha impôs seu futebol na Arena Fonte Nova, engoliu Portugal e fez grande exibição.

Portugal até tentou assustar no início, principalmente com o atacante do Real Madrid. Mas desperdiçou as suas chances. Aos 4 minutos, Cristiano Ronaldo puxou contra-ataque pela esquerda e deu assistência para Hugo Almeida, que bateu fraco e facilitou defesa de Manuel Neuer. Aos 7, o próprio atacante investiu na área e finalizou com perigo. O goleiro trabalhou de novo.

Enquanto o ataque português se esforçava, a defesa dava início a uma sequência de falhas. Aos 8 minutos, Pepe fez um recuo atrapalhado para Rui Patrício, que estava fora do gol e precisou correr para evitar uma lambança maior. O goleiro, contudo, piorou a situação ao entregar a bola nos pés de Khedira. O alemão finalizou no gol vazio, mas "conseguiu" mandar para fora.

Um minuto depois, a zaga voltou a vacilar em uma falta sobre Götze dentro da área. Thomas Müller, um dos artilheiros da Copa de 2010, cobrou o pênalti com firmeza e abriu o placar. O gol confirmava a superioridade alemã. Eles trocavam passes com facilidade, cadenciavam o jogo no meio de campo e davam o bote com rapidez.

E, com esta agilidade, caminhou até o segundo gol, aos 31 minutos. Tudo começou com lindo lançamento de Kroos para Özil, que acionou Götze na área. Ele chutou da marca do pênalti, mas foi bloqueado pela defesa. No escanteio, Hummels subiu bem de cabeça e mandou para as redes.

Sem desanimar, Portugal ainda tentava reequilibrar o duelo. Nani, aos 24, Coentrão, aos 34, e Eder, aos 35 minutos, levaram perigo no ataque. Mas a defesa insistia em colocar tudo a perder. Aos 36, Pepe fez falta dura em Müller e ainda foi tirar satisfação com o atacante, com direito a uma cabeçada no rival. Sem hesitar, o árbitro deu cartão vermelho direto para o zagueiro nascido no Brasil e naturalizado português.

Com vantagem numérica, a Alemanha não demorou para ampliar a vantagem no marcador. Antes do intervalo, aos 45 minutos, Kroos, novamente, lançou Müller, que dominou na área, segurou a marcação e bateu para as redes.

O intervalo reduziu o ímpeto da Alemanha no ataque. Em menor ritmo, o time até criava boas chances na segunda etapa, mas falhava nas conclusões. Aos 6 minutos, Müller cabeceou com perigo para fora. Aos 23, Götze recebeu dentro da área, sem marcação, mas demorou para finalizar e desperdiçou grande chance.

Mesmo sem o mesmo volume de jogo da etapa inicial, a Alemanha balançou as redes mais uma vez. E novamente com Müller. Aos 32 minutos, Schürrle cruzou rasteiro da direita, o goleiro Rui Patrício soltou a bola dentro da pequena área e Müller, quase caído no chão, só empurrou para as redes, fechando o placar. Com seu terceiro gol, assumiu a artilharia da Copa.

Na próxima rodada, a Alemanha tentará encaminhar a sua classificação diante da seleção de Gana, neste sábado, em Fortaleza. Os portugueses vão buscar a reabilitação diante dos Estados Unidos, no domingo, em Manaus.

FICHA TÉCNICA

ALEMANHA 4 x 0 PORTUGAL

ALEMANHA - Manuel Neuer; Jerome Boateng, Per Mertesacker, Mats Hummels (Shkodran Mustafi) e Benedikt Höwedes; Sami Khedira, Philipp Lahm, Toni Kroos e Mesut Özil (Andre Schürrle); Mario Götze e Thomas Müller (Lukas Podolski). Técnico: Joachim Löw.

PORTUGAL - Rui Patrício; João Pereira, Bruno Alves, Pepe e Fabio Coentrão (André Almeida); Miguel Veloso (Ricardo Costa), Raul Meireles, João Moutinho e Nani; Cristiano Ronaldo e Hugo Almeida (Eder). Técnico: Paulo Bento.

GOLS - Thomas Müller, aos 11 (pênalti) e aos 45, e Hummels, aos 31 minutos do primeiro tempo; Müller, aos 32 minutos do segundo tempo.

CARTÃO AMARELO - João Pereira (Portugal).

CARTÃO VERMELHO - Pepe (Portugal).

ÁRBITRO - Milorad Mazic (Fifa/Sérvia).

RENDA - Não disponível.

PÚBLICO - 51.081 pessoas.

LOCAL - Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).

continua após publicidade