Esportes

Fifa diz que Morumbi está "suspenso" para a Copa 2014

Da Redação ·
 O Morumbi está de perto de ficar fora da Copa
fonte: Foto por Dario Lopez-Mills/04.01.2000/AP
O Morumbi está de perto de ficar fora da Copa

O Comitê da Fifa que lida com a preparação da Copa do Mundo de 2014 decidiu "suspender" por enquanto a participação do Morumbi no Mundial. Pela primeira vez, um alto funcionário da cúpula da Fifa confirmou que o Estádio do Morumbi está ameaçado e que o assunto foi alvo de debates nos últimos dias em Johannesburgo.

continua após publicidade

A informação foi passada à Agência Estado pelo membro do Comitê Executivo da Fifa, Rafael Salguero, que admite que a decisão da suspensão não é definitiva.

continua após publicidade

Nesta quinta-feira (10), a Fifa aprovou os números que indicam que a Copa no Brasil será a de todos os recordes, tanto em termos de receitas como gastos. Mas o que preocupa a Fifa é o calendário de obras no Brasil e principalmente a situação do Morumbi.

continua após publicidade

Salguero, um dos 24 membros do Comitê Executivo da Fifa, é ainda um dos membros do Comitê de Organização da Copa de 2014. O guatemalteco, vice-presidente da Concacaf (Confederação Norte-Americana e Centro Americana de Futebol), apontou que a suspensão seria o primeiro passo de uma eventual exclusão do estádio do São Paulo.

- Por enquanto, decidiu-se que o Morumbi está suspenso da Copa. Isso aconteceu por conta do projeto.

continua após publicidade

Nicolas Leoz, presidente da Conmebol e membro da Fifa, indicou que uma definição dos estádios precisa ser estabelecida até setembro, e um calendário final dos jogos, até dezembro.

continua após publicidade

A Fifa ainda decidiu criar um fundo de investimentos de R$ 870 milhões (US$ 470 milhões) para pagar pelos custos do Comitê Organizador da Copa de 2014, modificando a forma de garantir a receita para o Brasil. A proposta inicial era de que o País receberia R$ 370 milhões (US$ 200 milhões) e o restante viria da venda de ingressos.

Mas Valcke confirmou que a Fifa optou por retomar o controle sobre a venda das entradas, depois das confusões com os ingressos na África do Sul.