Esportes

Sob desconfiança, França estreia contra bicampeão Uruguai

Da Redação ·
 Forlan é a maior aposta do Uruguai na Copa do Mundo
fonte: Por Reuters/Kai Pfaffenbach
Forlan é a maior aposta do Uruguai na Copa do Mundo

Atual vice-campeã do mundo, a França desembarcou na África do Sul cercada de desconfianças. Sem o craque Zidane depois de três Copas e depois de uma pífia participação na Eurocopa 2008, quando acabou eliminada ainda na primeira fase, a equipe do criticado técnico Raymond Domenech entra na Copa do Mundo de 2010 para apagar a má impressão. E, nesta sexta-feira (11), os franceses debutam no torneio diante do Uruguai, na Cidade do Cabo.

continua após publicidade

Favorita à liderança do grupo A e campeã do mundo no ano de 1998, a seleção francesa sofreu com um desfalque importante durante a preparação para o Mundial. O volante Lassana Diarra, do Real Madrid e titular absoluto no time de Domenech, lesionou-se e acabou cortado pela comissão técnica. Sem o homem responsável por proteger a defesa, o treinador optou por escalar uma formação diferente para a estreia.

continua após publicidade

No entanto, o esquema tático não aparece como a maior surpresa na escalação de Domenech; e, sim, a ausência do atacante Thierry Henry, do Barcelona, entre os titulares. Em baixa após uma temporada fraca com a camisa do clube espanhol, o experiente jogador perdeu sua vaga cativa na preparação para a Copa do Mundo e será substituído por Nicolas Anelka, que conquistou um lugar entre os 11 depois de uma boa temporada com o Chelsea.

continua após publicidade

Para apagar a desconfiança sobre sua equipe, o treinador armou um esquema ofensivo para o primeiro confronto. Contudo, os próprios jogadores da França admitiram ainda não ter se adaptado às novas escolhas do comandante - antes dos amistosos de preparação para a Copa, os franceses possuíam um esquema mais conservador, com apenas dois atacantes.

Em contrapartida, o Uruguai entra na Copa do Mundo da África do Sul com a missão de reencontrar os seus melhores tempos. Campeã do torneio na primeira edição (1930) e em 1950, a Celeste Olímpica retorna à competição após ficar de fora da edição da Alemanha, em 2006. E, apesar de ter na estreia a França pela frente, a equipe do treinador Oscar Tabárez acredita na passagem para as oitavas de final.

continua após publicidade

Antes mesmo de entrar em campo diante dos azuis, os uruguaios enfrentaram o primeiro problema. No embarque para a Cidade do Cabo, local do duelo, a delegação sul-americana encarou a falta de aeronaves, o que atrasou a chegada à cidade da partida em três horas. O ocorrido revoltou os atletas, principalmente o atacante Forlán, principal estrela do time.

continua após publicidade

- Será que não tinham mais aviões? Incrível acontecer isso a um dia da abertura do Mundial. Será que isso está acontecendo com a França?.

Às vésperas da estreia na Copa, o Uruguai demonstrou grande confiança. O zagueiro Diego Lugano, ex-São Paulo e capitão da seleção, garantiu que a equipe fará um confronto equilibrado diante dos franceses, reiterando o espírito do elenco uruguaio de recuperar as glórias passadas.

continua após publicidade

- Não se pode temer a França, nem nenhum rival do mundo. Eles são os atuais vice-campeões da Copa, mas o Uruguai tem que fazer sua melhor partida.

continua após publicidade

URUGUAI x FRANÇA

Local: Greenpoint Stadium, na Cidade do Cabo (África do Sul)
Data: 11 de junho de 2010, sexta-feira
Horário: 15h30 (de Brasília)
Árbitro: Yuichi Nishimura (Japão),
Assistentes: Toru Sagara (China) e Hee Sang Yeong (Coreia do Sul)

URUGUAI: Muslera; Lugano, Godín e Victorino; Maxi Pereira, Diego Pérez, Rios, González e Álvaro Pereira; Suárez e Forlán
Técnico: Oscar Tabarez

FRANÇA: Lloris; Sagna, Gallas, Abidal e Evra; Toulalan, Gourcuff e Malouda; Govou, Anelka e Ribéry
Técnico: Raymond Domenech