Esportes

Em visita a estádio, Leão torce por time à altura da nova arena

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Em visita a estádio, Leão torce por time à altura da nova arena
fonte: Foto: Arquivo
Em visita a estádio, Leão torce por time à altura da nova arena

Emerson Leão, Nei e Edu, jogadores do Palmeiras nos anos 1970, quando o time ficou conhecido como Academia de Futebol, estiveram ontem no Allianz Parque para tomar posse de suas cadeiras cativas no futuro estádio do clube. Além do trio, o atacante César Maluco, que já havia recebido a honraria, também esteve no local.

Os três, juntamente com o ítalo-brasileiro Mazzola e o goleiro Valdir Moraes, foram os eleitos para ficar com as cativas de honra concedidas a outros cinco jogadores do clube que já morreram: Heitor Marcelino, Waldemar Fiume, Djalma Santos, Junqueira e Julinho Botelho. Mais de 50 mil votos foram computados na eleição.

continua após publicidade

Com a eleição dos cinco, os donos das 11 cadeiras da "Academia Allianz Parque de Imortais" está completa. Apenas jogadores que atuaram no clube até 1989 poderiam participar da eleição.

"Os clubes não tem a cultura de homenagear ídolos do passado, e isso precisa ser feito com mais frequência", disse o técnico Emerson Leão, que além de jogador, dirigiu o clube em duas ocasiões. "No último domingo, estive no estádio do Corinthians, onde joguei e fui técnico. Hoje, estou aqui", disse. "Fico ainda mais feliz com a homenagem do Palmeiras porque foram os torcedores que escolheram", diz Leão.

continua após publicidade


Ao visitar o estádio, o técnico Emerson Leão ficou impressionado com a nova casa do Palmeiras. "Espero que o Palmeiras tenha um bom time para conseguir encher o estádio", alfinetou Leão. "Nós fomos os votados, mas também estamos aqui representando todos os amigos que jogaram com a gente", disse o atacante Edu.

"Fico honrado como se fosse uma conquista de título. Pretendo usufruir até o fim da vida", afirma Nei. Confira abaixo quem são os 16 jogadores da Academia Allianz Parque de Imortais, entre nomeados, eleitos e patronos e o período em que atuaram pelo Palmeiras:

Nomeados:
Ademir da Guia (1962 a 1977)
César Maluco (1967 a 1974)
Dudu (1964 a 1975)
Leivinha (1971 a 1975)
Oberdan Catani (1940 a 1954)
Luís Pereira (1968 a 1974, e 1981 a 1984)

continua após publicidade

Eleitos:
Leão (1968 a 1976, e 1984 a 1986)
Nei (1972 a 1980)
Edu (1969 a 1977)
Valdir (1958 a 1968)
Mazzolla (1966 a 1958)

Patronos:
Djalma Santos (1959 a 1968)
Junqueira (1931 a 1945)
Waldemar Fiume (1941 a 1958)
Julinho Botelho (1958 a 1967)
Heitor (1916 a 1931)