Esportes

Palmeiras marca no fim, mas terá que receber o Vilhena

Da Redação ·
 Jogadores comemoram o gol de Leandro, no final da partida (Foto: Reprodução SporTV)
fonte:
Jogadores comemoram o gol de Leandro, no final da partida (Foto: Reprodução SporTV)


O primeiro jogo da Copa do Brasil por pouco não viu a primeira zebra. Nesta quarta-feira, em Rondônia, o Palmeiras sofreu com o gramado encharcado do estádio Portal da Amazônia, perdeu chances claras no segundo tempo, mas achou um gol no fim com Leandro para vencer o Vilhena por 1 a 0 na abertura da competição. Mesmo assim, terá que gastar energias em um jogo de volta, dia 10 de abril, na quinta-feira entre as duas partidas da decisão do Campeonato Paulista.

No estádio do Pacaembu, o Palmeiras jogará pelo empate contra o Vilhena, já eliminado da Copa Verde (que envolve times do Norte e do Centro-Oeste). Qualquer vitória dos rondonienses, porém, elimina os campeões de 2012 - só um novo 1 a 0 levaria a decisão para os pênaltis.

Agora, entretanto, o foco é o Campeonato Paulista. Neste domingo a equipe pega a Ponte Preta, no Pacaembu. Depois, fecha a primeira fase contra o Santos, na Vila Belmiro. O Palmeiras ainda busca o primeiro lugar na classificação geral.

O JOGO - Sem poder contar com Wesley, machucado, o técnico Gilson Kleina escalou o Palmeiras com um meio de campo marcador, com Eguren e França lado a lado dando segurança a Valdivia e Patrick Veira. Mesmo à disposição, Leandro começou no banco de reservas.

Por conta da chuva, o gramado do Portal da Amazônia estava encharcado, em condições ruins de jogo. Valdivia, apagado, não ajudava o Palmeiras a colocar a bola no chão e foi o Vilhena que teve a primeira oportunidade em um chute de Carlinhos, que passou longe. Depois, Edisinho arriscou de cobertura, mas Fernando Prass se recuperou e conseguiu a defesa.

Com o passar do tempo, o Palmeiras ia se acostumando com o gramado. Aos 24 minutos, Alan Karcec enfiou boa bola para Valdivia, que não chegou. Dalton saiu bem, mas se atrapalhou com o gramado ensopado e quase foi enganado.

De qualquer forma, foi o Vilhena, empurrado pela torcida, quem apareceu mais nos melhores momentos do primeiro tempo. Em uma furada de Marcelo Oliveira, Edisinho recebeu na cara de Fernando Prass, mas mandou para fora. O goleiro ainda fez boa defesa, aos 31 minutos, em cabeceio de João Paulo.

Nervoso, Valdivia quase foi expulso. Provocado, levantou o braço para dar uma cotovelada em Carlinhos. Sorte dele que o árbitro só deu o cartão amarelo - não seria nenhum exagero se tivesse recebido o vermelho.

Na segunda etapa, o Palmeiras melhorou. Antes de um minuto, Alan Kardec já cabeceou uma bola para Dalton começar a trabalhar. Aos 5, Juninho surpreendeu ao bater falta de longe direto para o gol. A bola acertou a trave, voltou nas costas do goleiro, mas saiu, para sorte dele.

As oportunidades foram surgindo e sendo perdidas. Aos 8 minutos, boa jogada de Juninho que acabou com péssima finalização de Vinicius, que tinha tudo para abrir o placar. Pelo alto, aos 10, Eguren também mandou para fora, livre.

Depois de suportar a pressão inicial, o Vilhena conseguiu de novo equilibrar a partida. Vinicius saiu para entrar Mendieta. Depois, Leandro substituiu Patrick Vieira. E foi do atacante, que voltava de lesão, quem fez o gol da vitória. Aos 42 minutos, Bruno César ganhou na corrida e no choque de corpo do zagueiro e rolou para Leandro marcar.

FICHA TÉCNICA

VILHENA 0 x 1 PALMEIRAS

VILHENA - Dalton; Portela, Junior, Alex Barcellos e Thiaguinho; Marinho, William (Wertinho), Carlinhos, Marcos Cacau e Edisinho (Rocha); João Leandro (Roallase). Técnico: Marcos Biriqui.

PALMEIRAS - Fernando Prass; Wendel, Lúcio, Marcelo Oliveira e Juninho; Eguren (Bruno Cesar), França, Valdivia e Patrick Vieira (Leandro); Vinicius (Mendieta) e Alan Kardec. Técnico: Gilson Kleina.

GOL - Leandro, aos 42 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Junior, Alex Barcellos, Marcos Cacau, Carlinhos e Edisinho (Vilhena); Marcelo Oliveira e Valdivia (Palmeiras).

ÁRBITRO - Paulo Schleich Vollkopf (MS).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Portal da Amazônia, em Vilhena (RO).

continua após publicidade