Esportes

Dunga vê seleção com mesmo espírito do grupo de 94

Da Redação ·
"No espírito, na vontade e na alegria, essa seleção se assemelha muito com aquela de 94", afirmou Dunga
fonte: CBF
"No espírito, na vontade e na alegria, essa seleção se assemelha muito com aquela de 94", afirmou Dunga

Em sua primeira entrevista durante a preparação para a Copa, o técnico Dunga disse nesta quinta-feira que vê na seleção brasileira o mesmo espírito que tinha o grupo que foi campeão mundial em 1994, do qual ele fez parte como jogador. Por isso mesmo, ele desembarca na África do Sul com a certeza de que o trabalho até agora foi bem feito, mas ainda falta conseguir o principal objetivo: o título.

continua após publicidade

"No espírito, na vontade e na alegria, essa seleção se assemelha muito com aquela de 94", afirmou Dunga, durante entrevista no Hotel Fairway, em Johannesburgo, onde a delegação brasileira se instalou nesta quinta-feira. "Mas tudo o que fizemos até agora depende dessa competição. Tudo o que se ganhou até agora ficou no passado", avisou o treinador, que foi campeão da Copa América e da Copa das Confederações, além de ter conseguido a vaga no Mundial da África do Sul com certa tranquilidade nas Eliminatórias.

continua após publicidade

Auxiliar de Dunga, Jorginho também estava no grupo que foi campeão em 94, nos Estados Unidos, e reconhece as semelhanças na seleção atual. "Em cada exercício, em cada trabalho que é passado, a gente vê claramente nos olhos de cada atleta a vontade e a alegria que havia em 94", afirmou o ex-jogador, que ainda ressaltou a importância da Copa. "Conquistamos algumas coisas (títulos da Copa América e da Copa das Confederações), mas o mais importante está por vir."

Com base no sucesso de 94, Dunga aposta na força do conjunto para chegar ao título na África do Sul. "Para vencer, qualquer equipe tem que ter a parte do coletivo. É preciso aliar o talento à competitividade para se ganhar", explicou o treinador, que também disse desembarcar na África do Sul com muita "motivação" para trabalhar e que o objetivo brasileiro é ser campeão.