Esportes

Fred diz que não teme novas lesões

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Fred diz que não teme novas lesões
Fred diz que não teme novas lesões

Por Marcel Rizzo, Enviado especial

JOHANNESBURGO, ÁFRICA DO SUL, 3 de março (Folhapress) - Parte da delegação da seleção brasileira já está em Johannesburgo, na África do Sul, para a partida desta quarta-feira, 14h (de Brasília), contra os anfitriões. Será o último jogo antes de Luiz Felipe Scolari convocar, dia 7 de maio, o elenco que disputará a Copa do Mundo.

Os primeiros a chegar ao hotel em que a delegação está hospedada no bairro de Rosebank, zona nobre da cidade, foram os atletas que atuam no Brasil e membros da comissão técnica, incluindo Felipão e o coordenador técnico Carlos Alberto Parreira.

O mais assediado por jornalistas foi o atacante Fred, centroavante titular que fez Felipão adiar a convocação dos atletas que atuam no Brasil em duas semanas para que o jogador fosse avaliado por causa de dores musculares.

Fred teve uma lesão muscular na coxa direita no fim de agosto de 20134, que o tirou do Fluminense por todo o restante da temporada passada.

Ele voltou a atuar em janeiro, participou de três jogos e sentiu dores em um treino, fazendo Felipão se preocupar se contaria com seu centroavante no último teste antes do Mundial -depois foi constatado não haver nova lesão.

"Nada vai tirar minha tranquilidade, minha confiança e meu sono", disse Fred em Johannesburgo.

"Estou trabalhando, com confiança, me preparando para estar na Copa melhor do que estava na Copa das Confederações", disse o jogador, que marcou cinco gols no evento teste para o Mundial, em junho do ano passado, e foi um dos artilheiros junto com o espanhol Fernando Torres.

Fred chamou Felipão de pai ao responder sobre a confiança que o treinador tem com ele.

"Sempre tive sorte com treinadores, pais mesmo. Confiança é grande demais", disse Fred.

O reserva

Junto com Fred chegaram Jefferson, goleiro do Botafogo, e Jô, atacante do Atlético-MG e reserva direto de Fred. Quando anunciou os 16 jogadores que atuam fora do Brasil que jogariam na África do Sul, Felipão abriu a possibilidade de convocar um outro centroavante no lugar de Jô, para testar.

Alan Kardec, do Palmeiras, e Hernane, do Flamengo, tiveram os nomes comentados. Felipão chegou a conversar com o técnico palmeirense Gilson Kleina sobre Kardec.

"Fiquei tranquilo [sobre não ser convocado]. Todas as vezes que eu fui acionado eu fiz um bom papel. Respeitamos os atacantes que jogam no Brasil, mas fiquei tranquilo", disse Jô.

Nesta terça-feira faltarão 100 dias para a abertura da Copa, dia 12 de junho, quando o Brasil enfrentará a Croácia em São Paulo.

"Tem que aproveitar. Ainda não é a lista definitiva, mas quem veio para cá deu um passo grande. O penúltimo antes da lista final", disse o jogador.
 

continua após publicidade