Esportes

Governo rebate Blatter e diz que país estará pronto para Copa

Da Redação ·
Governo rebate Blatter e diz que país estará pronto para Copa (Arquivo)
Governo rebate Blatter e diz que país estará pronto para Copa (Arquivo)

SÃO PAULO, SP, 6 de janeiro (Folhapress) - O Ministério do Esporte rebateu as críticas feitas pelo presidente da Fifa, Joseph Blatter, e afirmou que o Brasil estará pronto para sediar a Copa do Mundo, que começará no dia 12 de junho.

"As informações que chegam ao Ministério do Esporte, enviadas pelas autoridades encarregadas de preparar as cidades-sede para a Copa do Mundo e aquelas apuradas pelo próprio ministro, que a cada três meses visita as obras, dão conta de que o país estará pronto a tempo. O Brasil trabalha na preparação do Mundial desde que foi escolhido para sediar o torneio", disse o Ministério através de nota enviada à imprensa.
 

continua após publicidade
confira também



O Ministério afirmou também que a grande procura por ingressos para os jogos do Mundial "mostra que torcedores do mundo inteiro confiam que a Copa será a melhor de todas que já foram realizadas".

Em entrevista ao jornal suíço "24 Heures", Blatter afirmou que o Brasil apresenta as obras mais atrasadas desde que trabalha para a Fifa.

"O Brasil ficou ciente do que é a Copa do Mundo agora. É o país que teve mais tempo para executar as obras. Foram sete anos. É o país mais atrasado desde que estou na Fifa", disse Blatter, que trabalha para entidade desde 1975, quando exercia a função de Programas de Desenvolvimento Técnico da Fifa. Ele assumiu a presidência em 1998.

Blatter também comentou sobre as manifestações feitas pelo povo brasileiro durante a Copa das Confederações. Ele admite que espera por novos protestos na Copa do Mundo.

"Haverá novas manifestações, protestos. Os mais recentes nasceram das redes sociais. Mas o futebol estará protegido, eu acho que os brasileiros não atacarão diretamente o futebol. No país deles, é uma religião", completou.

Dos 12 estádios que serão utilizados na Copa do Mundo-2014, seis ainda não foram inaugurados: a Arena Amazônia, em Manaus; a Arena das Dunas, em Natal; a Arena Pantanal, em Cuiabá; o Itaquerão, em São Paulo; a Arena da Baixada, em Curitiba; e o Beira-Rio, em Porto Alegre.

O prazo final exigido pela Fifa foi no último dia 31 de dezembro.

Natal, Manaus e Porto Alegre devem ser entregues este mês, enquanto Arena Pantanal está prevista para fevereiro. A Arena da Baixada deverá ser entregue em março.

Já o Itaquerão só estará pronto em meados de abril. Um acidente danificou parte da estrutura da obra e matou dois operários em novembro, o que ocasionou o atraso nas obras.