Esportes

Milhares cantam o hino português durante velório de Eusébio

Da Redação ·
 Milhares cantam o hino português durante velório de Eusébio (Arquivo)
fonte:
Milhares cantam o hino português durante velório de Eusébio (Arquivo)

SÃO PAULO, SP, 5 de janeiro (Folhapress) - Milhares de pessoas acompanham o velório do ex-jogador português Eusébio, 71, que morreu hoje devido a uma parada cardiorrespiratória.

De acordo com o jornal português "A bola", as pessoas estão no estádio da Luz, campo do Benfica, para dar o último adeus ao ex-atacante, conhecido como "Pantera Negra.

O caixão entrou no local envolvido em uma bandeira do clube em meio a muitos aplausos e cantos dos torcedores. As pessoas aplaudiram e cantaram o hino nacional de Portugal.

A estátua do ex-jogador, presente no estádio se transformou em outro ponto de encontro para os fãs, que colocaram no local algumas velas, flores e cachecóis de vários clubes portugueses.

O velório acontecerá até a próxima segunda-feira, com previsão de presença do presidente de Portugal, Aníbal Cavaco Silva, o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, entre outras autoridades.

Amanhã haverá uma missa, seguida de um cortejo pelas principais ruas de Lisboa, até a chegada ao cemitério de Lumiar.

Eusébio levava o apelido de "Pantera Negra" e tinha sofrido diversos problemas de saúde desde 2012, quando foi hospitalizado por causa de um derrame cerebral enquanto acompanhava a seleção portuguesa na Eurocopa, na Polônia.

Nascido em 1942 na antiga colônia portuguesa de Moçambique, Eusébio se tornou um símbolo do futebol português, com o qual conquistou o maior sucesso de sua seleção, o terceiro lugar na Copa do Mundo da Inglaterra, em 1966, no qual foi o artilheiro, com nove gols.

Naquele Mundial, Eusébio marcou dois gols na vitória de Portugal em cima do Brasil por 3 a 1, que desclassificou a seleção brasileira ainda na fase de grupos. Nas quartas de final, o jogador marcou quatro gols na vitória de Portugal por 5 a 3, após estar perdendo por 3 a 0. Eusébio foi o artilheiro do Mundial com nove gols.

Eusébio atuou durante 15 anos no Benfica. Ele disputou 745 partidas profissionais, tendo marcado 733 vezes. Ele foi o destaque da equipe que conquistou o título da Liga dos Campeões em 1962. Três anos depois, ganhou o título de melhor jogador europeu.

continua após publicidade