Esportes

Atlético-MG perde e está fora da decisão

Da Redação ·
Iajour comemora o primeiro gol do Raja diante do Atlético, no início do segundo tempo (Foto: Reuters)
fonte:
Iajour comemora o primeiro gol do Raja diante do Atlético, no início do segundo tempo (Foto: Reuters)

SÃO PAULO, SP, 18 de dezembro (Folhapress) - O Raja Casablanca venceu hoje o Atlético-MG por 3 a 1, em Marrakech, na semifinal do Mundial de Clubes da Fifa. Agora, o time marroquino encara o Bayern de Munique na decisão, sábado, às 17h30 (de Brasília), também em Marrakech.

Já os mineiros enfrentarão o chinês Guanzhou Evergrande pela disputa do terceiro lugar, no mesmo dia e local, às 14h30.

Ontem, a equipe alemã bateu com facilidade o chinês Guanzhou Evergrande por 3 a 0, em Agadir.

O time brasileiro chegou à competição como campeão da Libertadores. O Raja Casablanca entrou no torneio como representante do país-sede e fez hoje sua terceira partida na competição.

Diferentemente do Atlético-MG que estreou hoje, a equipe marroquina teve antes que passar pelo neozelandês Auckland City e pelo mexicano Monterrey, ambos com placar de 2 a 1.

No primeiro tempo, o Atlético-MG começou bem. Tomou a iniciativa de atacar, mas encontrou uma forte marcação. Apesar do domínio, criou pouco no ataque.

Ronaldinho e Fernandinho se movimentaram bastante. Mas o atacante Jô ficou mais preso na marcação.

A equipe criou três lances mais perigosos, mas Jô desperdiçou o gol duas vezes e Fernandinho, uma.

No final da primeira etapa, o time brasileiro viu o time rival crescer e passou a sofrer nos contra-ataques.

No segundo tempo, o Atlético-MG bobeou aos 5 min. Iajour aproveitou um lançamento, arrancou sozinho pelo lado direito do ataque e chutou cruzado, para abrir o placar.

A equipe brasileira mostrou muito nervosismo. Ao ser substituído por Luan, Marcos Rocha saiu gesticulando e reclamando.

A tranquilidade voltou quando Ronaldinho empatou o jogo, aos 17 min. De falta, o craque acertou um lindo chute no canto que o goleiro estava. A bola bateu na trave e entrou.

O Atlético-MG se animou e tentou pressionar a equipe marroquina.

Quando o time brasileiro dominava a partida, Réver dividiu dentro da área com Iajour e a arbitragem marcou pênalti. Moutaquali cobrou e, aos 39 min, e deu a vantagem para o time marroquino.

Aos 49 min, em outro contra-ataque. Mabide aproveitou o rebote depois de a bola acertar a trave atleticana e faz 3 a 1.

Histórico

Desde que a Fifa passou a organizar o Mundial nesse formato em 2005, só uma vez um time sul-americano caiu fora antes de chegar à final. Em 2010, o Mazembe, da República Democrática do Congo, eliminou o Internacional por 2 a 0, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos.

As semifinais não têm sido fáceis para os brasileiros. No ano passado, o Corinthians ganhou de 1 a 0 do Al Ahly (Egito). Em 2006, o Inter bateu o Al Ahly por 2 a 1. Em 2005, foi a vez do São Paulo sofrer para bater o Al Ittihad (Arábia Saudita) por 3 a 2.

O Santos encontrou mais facilidade na semi de 2011, quando fez 3 a 1 no Kashiwa Reysol (Japão). Porém, acabou derrotado pelo Barcelona por 4 a 0 na decisão.



RAJA CASABLANCA

Askri; El Hachimi, Adil Karrouchy, Mohamed Oulhaj e Benlamalem; Erraki, Guehi, Chtibi (Vivien Mabidi) e Moutaouali; Iajour (Coulibaly) e Hafidi (Déo Kanda). Técnico: Nabil Maaloul



ATLÉTICO-MG

Victor; Marcos Rocha (Luan), Leonardo Silva, Réver e Lucas Cândido (Alecsandro); Pierre, Josué (Leandro Donizete), Diego Tardelli, Ronaldinho e Fernandinho; Jô. Técnico: Cuca



Local: Estádio de Marrakesh, no Marrocos

Árbitro: Carlos Velasco Carballo (ESP)

Gols: Moutaouali, aos 5 min, Ronaldinho, aos 17 min, Moutaouali, aos 39 min, e Mabidi, aos 49 min do 2º tempo

Cartão amarelo: Rever (A)
 

continua após publicidade