Esportes

Cielo quer melhorar detalhes em competição nos EUA

Da Redação ·
César Cielo foi campeão nos 100 m e 50 m livres e Felipe França ganhou nos 50 m nado peito - Foto: Agências internacionais
César Cielo foi campeão nos 100 m e 50 m livres e Felipe França ganhou nos 50 m nado peito - Foto: Agências internacionais

Sem competir desde a conquista das medalhas de ouro nas provas dos 50 metros livre e dos 50 metros borboleta no Mundial de Esportes Aquáticos, Cesar Cielo encerrará a partir desta quinta-feira um período de três meses sem disputas oficiais e vai usar o Grand Prix de Minnesota, em Minneapolis, nos Estados Unidos, para aprimorar detalhes que não lhe deixaram satisfeito em Barcelona.

"O que mais 'fiquei atrás' em Barcelona foi nos detalhes, falo da explosão de saída, da transição do submerso para o nado... Porque no nado em si deu para ver que está bom porque ganhei o Mundial. Agora é investir na técnica dos detalhes mesmo e ver o que consigo fazer", afirmou.
 

continua após publicidade
confira também



A volta de Cielo será diferente da usual, pois o Grand Prix de Minnesota é disputado em jardas no Centro Aquático da Universidade de Minnesota. O brasileiro não compete numa piscina de 25 jardas (22,86 metros) desde 2010, e dessa vez participará de três provas nos próximos dias. Ele vai nadar nas 100 jardas borboleta na quinta, nas 50 jardas livre na sexta e nas 100 jardas livre no sábado. Cielo comentou o longo período distante das provas em jardas, destacando que ainda é o recordista das 50 jardas, com o tempo de 18s47.

"Nossa, a última vez em que nadei em jardas, polido e raspado, preparado para a competição, pela Universidade de Auburn, foi em março de 2008, quando fiz os recordes mundiais de 50 jardas, com 18s47, e 100 jardas, com 40s91, que caiu - o Morozov (o russo Vladimir Morozov) bateu esse ano. Agora, o dos 50 é um recorde que eu fiz antes da era dos maiôs tecnológicos. Ele sobreviveu a geração dos maiôs e ao Morozov. Ninguém conseguiu bater. Com os maiôs, eles nadaram para 18s50 e alguma coisa. Eu tinha certeza que o Nathan Adrian ia bater - estava em ascensão, mais os maiôs... É um dos meus recordes que eu mais gosto", comentou.
Dessa vez, porém, Cielo não cogita chegar próximo dessa marca. "Estou esperando 18s99 nos 50 jardas, 41s99 nos 100 jardas e nos 100 borboleta não faço ideia do que vai sair", disse. "Eu gostaria muito de nadar na casa dos 18 segundos. Se eu fizer um 18s99 está ótimo. Seria, mais ou menos, um 21 segundos baixinho - acho que é algo possível... Ia ser muito legal ver 18 segundos no placar", completou.

Depois de participar do Grand Prix de Minneapolis, Cielo passará mais 15 dias treinando nos Estados Unidos antes de retornar ao País para a disputa do Campeonato Brasileiro e do Open de Natação entre 18 e 21 de dezembro em Porto Alegre.