Esportes

Vilaron elogia 'pressão' do São Paulo e critica postura defensiva da Lusa

Da Redação ·
 Aloísio voltou a marcar e deu a vitória ao São Paulo (Foto: Rubens Chiri/Divulgação sãopaulofc.net)
fonte:
Aloísio voltou a marcar e deu a vitória ao São Paulo (Foto: Rubens Chiri/Divulgação sãopaulofc.net)

O São Paulo venceu a Portuguesa por 2 a 1, diante de mais de 50 mil pessoas, no Morumbi, na noite do último sábado, pela 32ª rodada do Brasileirão. Rodrigo Caio e Aloísio marcaram para o Tricolor, enquanto Luis Ricardo fez o gol da Lusa. Para o comentarista Wagner Vilaron, depois do empate na primeira etapa, as equipes voltaram para o segundo tempo com estratégias bem diferentes, quando o domínio do time de Muricy Ramalho foi absoluto (assista ao vídeo).

continua após publicidade

- No segundo tempo a Portuguesa voltou do mesmo jeito do primeiro, fechadinha, tentando segurar o empate. O São Paulo, por sua vez, fez uma pressão muito grande. A equipe tecnicamente não é organizada, mas corre, vibra, busca, briga a todo momento, é de se tirar o chapéu. O Muricy, de fato, conseguiu dar esse ânimo, esse espírito, para equipe. Foi impressionante o volume de jogo do São Paulo e a estratégia da Portuguesa de tentar segurar o empate. Mérito para dupla de ataque do São Paulo que acreditou até o final. Tanto o Ademilson, que fez o cruzamento, quanto o Aloísio, que conseguiu a finalização - disse o comentarista no "Troca de Passes"

Com o resultado, o São Paulo chegou aos 46 pontos, na oitava colocação. Para Wagner Vilaron, a vitória deixa o Tricolor livre do rebaixamento.

continua após publicidade

- Uma grande conquista. Na saída os jogadores do São Paulo comemoraram bastante - disse.

Na opinião do comentarista, a Portuguesa, com 39 pontos, em 14º lugar, segue ameaçada de rebaixamento.

- Parecia que a Portuguesa tinha respirado bem em relação a essa ameaça, mas a gente viu que a combinação do Morumbi, com a vitória do Vasco, deixou a Portuguesa mais uma vez com esse fantasma. A Portuguesa entrou - tanto contra o Flamengo lá em Fortaleza, quanto hoje aqui contra o São Paulo - e em momento algum buscou a vitória. O resultado é que volta a estar ameaçada pelo rebaixamento - concluiu

continua após publicidade

Luis Fabiano ficou de fora, pois está sendo preparado para o jogo contra o Nacional de Medellín-Col, pela Sul-Americana. O ataque do São Paulo foi formado por Aloísio e Ademilson, dupla elogiado pelo comentarista do SporTV, que prevê um problema bom para o técnico Tricolor.

- O Muricy tem uma dor de cabeça boa. A questão é que o São Paulo voltou a atuar com Ademilson e Aloísio à frente, voltou a ter aquela dinâmica, aquela velocidade do ataque, que funcionou mais uma vez. Só que o Muricy parece que vai insistir ainda com o Luis Fabiano e dentro de campo o São Paulo tem produzido muito mais sem ele - disse

O Tricolor volta a jogar na quarta-feira, contra o Nacional de Medellín-COl, às 21h50m, na Colômbia, pelas quartas de final da Copa Sul-Americana. No sábado, a Lusa recebe o Coritiba, às 19h30, no Canindé, pelo Brasileirão.