Esportes

Graças a Pato, Corinthians faz gol após 4 jogos e vence Criciúma

Da Redação ·
 Alexandre Pato, de cabeça, marcou o gol da vitória do Timão Sérgio Barzaghi/Gazeta Press
fonte:
Alexandre Pato, de cabeça, marcou o gol da vitória do Timão Sérgio Barzaghi/Gazeta Press


SÃO PAULO, SP, 19 de outubro (Folhapress) - Após mais de 470 minutos, o Corinthians voltou a marcar um gol. De cabeça, aos 14 min do segundo tempo, Pato abriu a vitória por 1 a 0 sobre o Criciúma em Itu, hoje, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O atacante marcou seu oitavo gol na competição. Na comemoração, reuniu quase todo o time alvinegro, em demonstração de união.

A equipe paulista subiu para a 11ª posição, com 40 pontos, a oito da zona de rebaixamento e a nove do G4.

O clube catarinense encabeça o grupo do descenso, com 32.

O jogo

O Corinthians começou sufocando o Criciúma, que resistiu e, quando passou a atacar, teve um gol de Lins anulado por impedimento aos 17min.

Os comandados de Tite mostraram esforço, controlaram o primeiro tempo, pressionaram, mas não concluíam bem as jogadas. O adversário era perigoso quando atacava.

Sozinho, o goleiro corintiano Cássio machucou a coxa direita aos 19min e foi substituído pelo estreante Walter, 25, ex-União Barbarense.

Após o intervalo, o meia Renato Augusto, recuperado de lesão, substituiu o lateral direito Alessandro, e o volante Edenílson foi deslocado para a defesa.

A equipe alvinegra não jogava bem, mas dominava a partida. Pato cabeceou com liberdade na pequena área, depois de cobrança de escanteio, e fez o gol aos 14min.

O clube catarinense passou a exercer pressão no final e teve chances de igualar a contagem, mas falhou.

Quarta-feira, os corintianos enfrentam o Grêmio em Porto Alegre pelas quartas de final da Copa do Brasil após empate sem gols no Pacaembu.

Sábado, pelo Brasileiro, o Criciúma encara o líder Cruzeiro no Mineirão. Domingo, o Corinthians faz clássico contra o Santos em Araraquara, cumprindo fora de São Paulo mais um jogo de punição.



CORINTHIANS

Cássio; Alessandro, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf e Guilherme; Edenilson, Douglas e Romarinho; Pato. Técnico: Tite



CRICIÚMA

Galatto; Sueliton, Matheus Ferraz, Fábio Ferreira e Marlon; Henik, João Vitor, Ricardinho e Ivo; Lins e Marcel. Técnico: Argel Fucks



Estádio: Novelli Júnior, em Itu (SP)

Árbitro: Anderson Daronco

Assistentes: Bruno Boschilia e Paulo César Silva Faria

Renda/Público: Não informado

Cartões amarelos: Fábio Ferreira, Henik (CRI); Romarinho (COR)

Cartões vermelhos: Não houve

Gols: Pato, aos 14min do 2º tempo
 

continua após publicidade