Esportes

Com volta de Dutra Silva, Brasil define equipe da Davis

Da Redação ·
O capitão João Zwetsch anunciou nesta segunda-feira os tenistas que defenderão o Brasil contra a Alemanha, fora de casa, na cidade de Neu-Ulm, entre os próximos dias 13 e 15 deste mês, pelo playoff do Grupo Mundial da Copa Davis. Ele chamou Thomaz Bellucci e Rogério Dutra Silva para os jogos de simples, além de Bruno Soares e Marcelo Melo para o confronto de duplas entre os dois países. A principal novidade desta convocação é a presença de Dutra Silva, atual tenista número 3 do Brasil e 134.º do mundo, que não defende o País na competição desde o ano passado, quando fez parte da equipe nacional que enfrentou a Rússia em São José do Rio Preto, também pelo playoff do Grupo Mundial. Zwetsch justificou a convocação de Rogerinho nesta segunda, depois de o brasileiro ter avançado na semana passada à segunda rodada do US Open, fase em que acabou sendo massacrado pelo espanhol Rafael Nadal. O capitão deixou em segundo plano o fato de o tenista ser um especialista em piso de saibro e ter sido chamado para confrontos que serão realizados em piso duro diante dos alemães. "Apesar de ser em quadra rápida, o Rogerinho vem se adaptando melhor a esse tipo de quadra, vem tendo alguns bons resultados como teve no ano passado no US Open e neste ano novamente fez uma boa campanha lá. É um jogador com perfil muito adequado para a Copa Davis, é guerreiro e lutador", disse Zwetsch. Já Bellucci atravessa péssimo momento no circuito profissional, no qual não vence uma partida desde o dia 9 de julho, quando bateu o checo Lukas Rosol na primeira rodada do Torneio de Stuttgart. Depois disso, caiu no ATP alemão diante do romeno Victor Hanescu e sofreu derrotas nas estreias de Hamburgo, Gstaad, Kitzbuhel, Montreal, Cincinnati e agora no US Open. O momento ruim de Bellucci, porém, foi minimizado por Zwetsch. Ele apontou que o atual número 1 do Brasil e 118.º da ATP não vem atuando no melhor de suas condições físicas por causa de lesão. "O Thomaz é aquele tipo de situação que a qualquer momento pode acumular duas ou três vitórias seguidas, para jogar o tênis dele com mais tranquilidade e segurança, é o que está precisando. Tomara que seja agora na Copa Davis que ele encontre esse momento. É sempre um convívio legal, com todo mundo engajado no mesmo objetivo, tem uns ingredientes a mais que podem motivar o Thomaz", enfatizou, para depois destacar que "tênis dele é de top 50" pelo seu nível técnico. Neste duelo diante dos alemães, o Brasil terá também dois tenistas reservas que acompanharão a equipe. Serão os gaúchos Guilherme Clezar e Marcelo Demoliner. O time nacional irá embarcar para a Alemanha no próximo sábado. Já João Souza, atual número 2 do País e 121.º da ATP, acabou ficando fora desta convocação para a Davis.
continua após publicidade