Esportes

Gol no fim do jogo classifica time gaúcho

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 28 de agosto (Folhapress) - Grêmio eliminou o Santos nas oitavas de final da Copa do Brasil após vencer por 2 a 0, em Porto Alegre. No jogo de ida, na Vila Belmiro, o time paulista havia vencido por 1 a 0. O adversário na próxima fase será o Corinthians, que derrotou o Luverdense por 2 a 0, no Pacaembu, e também passou para as quartas de final. As datas dos confrontos ainda não foram definidas pela CBF. O Grêmio começou a partida em um ritmo frenético. O técnico Renato Gaúcho avançou o posicionamento dos seus jogadores, que pressionaram a saída de bola rival e impediram que os santistas conseguissem sair do seu campo de defesa. A tática deu certo e os gremistas cruzaram diversas bolas e tiveram várias oportunidades para abrir o placar. No entanto, Barcos, Kleber e companhia pecaram nas finalizações de fora da área e nas cabeçadas próximas à meta de Aranha. Porém, com o avançar do tempo, o Santos conseguiu equilibrar a partida e, com arrancadas de Thiago Ribeiro e Gabriel, lançados por Montillo, levaram perigo e quase abriram o placar. Aos 20 min, Montillo lançou Thiago Ribeiro na direita, que avançou livre na área, pela direita e, ao invés de chutar ao gol, preferiu dar o passe para Gabriel, que estava adiantado. O problema é que, quatro minutos depois, o meia argentino sentiu a coxa esquerda durante uma arrancada e precisou ser substituído pelo jovem Léo Cittadini. A troca fez o Santos perder poder de articulação no meio de campo e minou as jogadas ofensivas da equipe. A partir daí, a partida caiu muito de produção e ficou muito embolada no meio de campo, com raríssimas oportunidades de lado a lado. As duas equipes voltaram sem alterações do intervalo e com as mesmas dificuldades de criação de jogadas. O Santos se posicionou atrás e definiu como estratégia os contra-ataques a partir de lançamentos para Gabriel. Mas aos 9min o Grêmio conseguiu envolver a zaga santista e abrir o placar. Barcos saiu da posição de centroavante, abriu na esquerda, recebeu o passe dentro da área e rolou para o meio. O volante Souza recebeu de frente para o Aranha e teve apenas o trabalho de deslocar o goleiro do time alvinegro. Após o gol, o Grêmio continuou superior na partida, ainda que não conseguisse levar perigo nas suas finalizações à meta de Aranha. O Santos, por sua vez, ficou sem poder de reação para atacar. Tanto que o técnico Claudinei Oliveira sacou Gabriel para ter mais experiência à frente com o recém-contratado Everton Costa. O Grêmio achou o gol salvador aos 42min. Pará tocou na direita para Maxi Rodríguez, que foi à linha de fundo e cruzou. Dentro da área, Werley teve calma e liberdade para tocar no canto direito de Aranha e decretar a classificação gremista. GRÊMIO Dida; Werley, Rhodolfo e Bressan; Pará, Souza, Ramiro (Gabriel), Riveros (Maxi Rodríguez) e Alex Telles; Kleber e Barcos (Yuri Mamute). Técnico: Renato Gaúcho SANTOS Aranha; Galhardo, Gustavo Henrique, Durval e Mena; Alison, Renê Júnior (Neto), Cícero e Montillo (Léo Cittadini); Gabriel (Everton Costa) e Thiago Ribeiro. Técnico: Claudinei Oliveira Estádio: Arena do Grêmio, em Porto Alegre Árbitro: Felipe Gomes da Silva (PR) Gols: Souza, aos 9min, e Werley, aos 42min do 2º tempo Cartões amarelos: Souza, Kleber, Maxi Rodríguez (G), Renê Júnior, Gustavo Henrique e Cícero (S) Público pagante: 25.871 Renda: R$ 967.346,00  

continua após publicidade