Esportes

Tribunal mantém suspensão e Fenerbahçe é vetado de competições

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 28 de agosto (Folhapress) - O CAS (Corte Arbitral do Esporte) decidiu manter a suspensão de dois anos ao Fenerbahçe, da Turquia, por causa do envolvimento do clube em um escândalo de manipulação de resultados em 2011. Com isso, o clube está fora da Liga Europa desta temporada. A equipe turca anunciou que vai recorrer da decisão do CAS em um tribunal suíço. As ações do clube na Bolsa sofreram o impacto da decisão da corte esportiva e caíram até 6%, antes de reduzirem as perdas para 3,5% no fechamento. No mês passado, o CAS havia suspendido temporariamente a punição imposta pela Uefa ao clube turco. Jogando graças a esse recurso, o Fenerbahçe foi derrotado pelo Arsenal por 5 a 0 no resultado agregado de duas partidas pela última rodada de classificação para a fase de grupos da Champions. Uma derrota nesta fase do torneio garantiria uma vaga na Liga Europa, mas o time turco não poderá disputar a competição devido à decisão da Corte. O CAS, sediado em Lausanne, na Suíça, disse em comunicado que rejeitou os recursos apresentados pelo Fenerbahçe e pelo time ucraniano Metalist-UCR, que também foi banido pela Uefa por envolvimento num caso de manipulação de resultados em 2008. O pedido do clube ucraniano para participar da Champions já havia sido rejeitado pelo CAS no último dia 16. Com isso, o Metalist -que conta com cinco brasileiros no elenco- ficou de fora da fase preliminar da Champions. Em seu lugar, entrou o grego Paok, que foi eliminado pelo alemão Schalke. O Fenerbahçe e o também turco Besiktas foram punidos em junho pela Uefa em consequência de uma investigação sobre um escândalo de manipulação surgido em 2011. O Besiktas, que foi suspenso por uma temporada, também recorreu ao CAS e o veredicto é esperado para esta sexta-feira. Escândalo Em julho de 2011, um tribunal condenou 93 réus no processo de manipulação de resultados no Campeonato Turco, inclusive, o presidente Aziz Yildirim, do Fenerbahce. Executivos e jogadores do clube também estiveram envolvidos no caso. Yildirim foi condenado a mais de seis anos de prisão, mas foi libertado após apelar da decisão. Entre outros resultados, a polícia investigou se houve uma combinação entre as equipes na partida em que o Fenerbahçe derrotou o Sivasspor por 4 a 3, em Istambul, há dois anos. Além destes dois clubes, mais cinco times também foram investigados à época.  

continua após publicidade