Esportes

Santos busca consagrar futebol bonito contra o Santo André

Da Redação ·
 Atacante Neymar conseguiu se livrar dos óculos de proteção e está confirmado na final do Campeonato Paulista, neste domingo.
fonte: Ricardo Saibun/Gazeta Press
Atacante Neymar conseguiu se livrar dos óculos de proteção e está confirmado na final do Campeonato Paulista, neste domingo.

Dono da melhor campanha da primeira fase do Campeonato Paulista e de um futebol que tem sido elogiado até mesmo por seus adversários, o Santos pode comprovar diante do Santo André, neste domingo (2), às 16h (de Brasília), no Pacaembu, que o seu estilo de jogo ofensivo também pode ser eficiente e campeão.

continua após publicidade

Opine: o Santos fica com o título ou o Santo André será a zebra do Paulistão?

Após ter vencido o primeiro duelo da decisão, por 3 a 2, o Peixe pode até perder por um gol de diferença para o Ramalhão, que mesmo assim ficará com o título. Caso seja campeão, este será o 18° Estadual conquistado pelos santistas.

continua após publicidade

Apesar de todo o favoritismo que cerca o Alvinegro Praiano, os jogadores sabem que precisam estar ligados durante os 90 minutos para sair do Pacaembu com a taça. Como alerta ao time, serve de exemplo a partida que abriu a decisão, na qual os andreenses dominaram a etapa inicial e foram para o intervalo ganhando por 1 a 0.

O volante Arouca sabe que o Santos não pode bobear contra o Santo André.

- Eles surpreenderam desde o primeiro minuto de jogo [no jogo de ida, também no Pacaembu], impondo um ritmo muito forte, que não nos deixou jogar. Depois, eles conseguiram um gol, que foi um balde de água fria para nós. Mas, agora, estamos vacinados para não sermos surpreendidos novamente. Não podemos cometer os mesmos erros. Pelo título, temos de jogar o nosso futebol, sem descuidar da marcação.

continua após publicidade

O técnico Dorival Júnior também procurou alertar e orientar os seus atletas para as dificuldades que o adversário deve apresentar na decisão.

- Nós atuamos mal no primeiro tempo daquele jogo devido à boa postura do Santo André. Não nos encontramos na marcação e eles levaram a melhor em todos os quesitos: posse de bola, velocidade nos contra-ataques e segunda bola. Também tivemos pouca mobilidade ofensiva e sofremos por causa disso.

Sobre a vantagem adquirida no primeiro confronto, o treinador santista garantiu que isso não mudará em nada a postura tática de sua equipe.

continua após publicidade

- O Santos tem que agredir. Não podemos deixar a nossa principal característica de lado na hora da decisão. Não sabemos jogar esperando, marcando. Sabemos combater e vamos fazê-lo, sem deixar de atacar.

Em relação ao time que enfrentará o Ramalhão, Dorival tem a sua formação definida. O comandante alvinegro tem apenas um desfalque para a final: Wesley. O meia recebeu o terceiro cartão amarelo na primeira partida da decisão e está fora da final. Em seu lugar, Dorival Júnior deve escalar o Santos com dois volantes: Rodrigo Mancha, mais recuado, e Arouca, mais à frente. Marquinhos e Paulo Henrique seguem na armação de jogadas.

continua após publicidade

Recuperado de uma lesão no olho direito (sangramento na íris), sofrida na etapa inicial do primeiro duelo da final do Paulistão, Neymar foi liberado pelos médicos e estará em campo na decisão. Robinho será o seu companheiro de ataque. André, autor do primeiro gol no duelo que abriu a final, ficará mais uma vez como opção no banco de reservas.

No Santo André, o único desfalque fica por conta do zagueiro Toninho, expulso no primeiro jogo da final. Em seu lugar, o técnico Sérgio Soares deve escalar Halisson. Marcel é a outra opção para a zaga.

Se por um lado o treinador do Ramalhão não poderá contar com Toninho, por outro Soares ganhou um importante reforço. O lateral esquerdo Carlinhos, que havia sido expulso na semifinal contra o Grêmio Prudente, cumpriu a suspensão automática e está de volta à equipe. Com isso, Rômulo vai para o banco de reservas. No mais, os andreenses atuarão com a mesma formação do primeiro confronto da final.

Acreditando na virada, Sérgio Soares confia que um gol no começo da partida pode alterar o rumo do campeonato.

- Precisamos marcar um gol logo no começo para entrar no jogo. A partir daí, teremos mais tranquilidade na busca pelo resultado que necessitamos.

Enquanto isso, o lateral-direito Cicinho assegurou que não faltará garra da equipe na tentativa de reverter a vantagem santista.

- Vencê-los é complicado, mas sabemos da nossa força. Provamos no primeiro duelo que temos condições de enfrentá-los e vamos tentar repetir isso neste domingo. Acreditamos que podemos ser campeões e vamos lutar até o final.