Esportes

Cuca faz mistério e não define substituto de Bernard

Da Redação ·
O Atlético-MG fez nesta segunda-feira seu último treino no Brasil antes de seguir para o Paraguai, onde faz o primeiro jogo da decisão da Libertadores contra o Olimpia, quarta-feira, no Defensores Del Chaco. Mas o técnico Cuca fechou a atividade, realizada na Cidade do Galo, em Vespasiano, e não deu pistas sobre o substituto do meia Bernard na partida. Destaque atleticano na campanha, Bernard está suspenso pelo terceiro cartão amarelo, recebido na histórica classificação nos pênaltis diante do Newell's Old Boys, quarta-feira passada. Sem ele, Cuca testou o meio-campista Rosinei e os atacantes Luan e Guilherme, mas não confirmou se o time já está definido para o confronto. O Atlético-MG só volta a treinar nesta terça-feira, já no Defensores Del Chaco, quando Cuca deve dar mais pistas sobre quem entrará na equipe. Para dar mais ânimo à equipe, todos os jogadores inscritos na Libertadores seguiram para Assunção, incluindo aqueles que não têm condições de jogo, como Bernard. A torcida do time brasileiro promete fazer sua parte no Paraguai e esgotou os 1.685 reservados a ela para a partida, todos vendidos nesta segunda-feira com preço de R$ 250 cada. A grande maioria dos bilhetes, destinada aos torcedores do Olimpia, já havia sido esgotada. Para o jogo da volta, marcado para a quarta-feira da semana que vem, segue a indefinição sobre a sede. A diretoria do Atlético-MG ainda luta para utilizar seu estádio, o Independência, que tem capacidade apenas para 25 mil torcedores, o que fez com que a Conmebol marcasse a decisão para o Mineirão, também em Belo Horizonte. Com o apoio da CBF, no entanto, o clube mineiro tenta reverter esta decisão. O impasse não impede que cerca de 100 torcedores sigam acampados na sede atleticana, aguardando para garantir lugar na partida.
continua após publicidade