Esportes

Massa treina em simulador e revê presidente da Ferrari

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 10 de julho (Folhapress) - O abandono ainda na terceira volta do GP da Alemanha, no último domingo, deixou Felipe Massa bastante desapontado. Após ser mais veloz que o companheiro de Ferrari, Fernando Alonso, nas três partes da classificação e estar a sua frente no momento em que perdeu o controle do carro e rodou em Nurburgring, Massa viu o espanhol chegar na quarta colocação e chegar a 51 pontos nas últimas quatro etapas do Mundial de F-1. O brasileiro, por sua vez, somou apenas 12 no mesmo período. Hoje, Massa passou o dia trabalhando no simulador da Ferrari, em Maranello. "Este é um procedimento normal durante a temporada", explicou o piloto brasileiro, que teve um encontro com engenheiros na fábrica da Ferrari e também com Luca di Montezemolo, presidente da escuderia italiana. "Foi muito bom ter tido este encontro com o presidente, pois sua paixão e desejo de vencer são bastante contagiantes e servem de motivação", disse Massa. Apesar de não ter contrato para o ano que vem e vir de resultados fracos nas últimas etapas do campeonato, no qual ocupa a sétima colocação, o piloto brasileiro recebeu o apoio de Montezemolo. "Felipe sabe que temos total confiança em seu potencial. Espero que ele volte muito em breve a conquistar resultados que comprovem seu talento, como as grandes largadas que ele fez nos últimos dois GPs", afirmou Montezemolo. "O futuro? Vamos falar sobre isso mais para a frente, já que não estamos com pressa", completou o dirigente ferrarista. Companheiro de Massa na Ferrari, Alonso tem contrato até a temporada de 2016. O espanhol é o vice-líder do Mundial deste ano, com 34 pontos a menos que Sebastian Vettel, da Red Bull, o atual líder.  

continua após publicidade