Esportes

Marin convida presidente da Câmara para chefiar delegação em amistoso com Portugal

Da Redação ·





BRASÍLIA, DF, 10 de julho (Folhapress) - O presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), José Maria Marin, convidou hoje o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), para chefiar a delegação da seleção brasileira no amistoso com Portugal, previsto para 10 de setembro.

Chamada de "jogo da paz", a partida será no Gillette Stadium, em Boston, nos Estados Unidos. Fã de futebol, Eduardo Alves foi alvo de uma polêmica, na semana passada, quando a Folha de S.Paulo revelou que ele deu carona a sete parentes em um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) para assistir a final da Copa das Confederações, no Maracanã, no Rio de Janeiro. Após a repercussão negativa, o deputado reembolsou os cofres públicos em R$ 9.700 por conta da carona.

Segundo Marin, ele veio agradecer o apoio do Congresso na realização dos grandes eventos esportivos do país.

"Nós viemos fazer uma visita de cordialidade ao presidente. É uma visita de agradecimentos pela ajuda, colaboração que sempre deram a seleção brasileira e, também, ao mesmo tempo, aproveitar a oportunidade para convidar o presidente Henrique Alves para chefiar a delegação do Brasil no jogo contra Portugal", disse Marin.

Questionado se foi discutida a questão do pedido de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar as relações da CBF no Congresso, Marin desconversou. "Foi só futebol."

Desde o fim do ano passado, o pedido de investigação espera uma definição do comando da Câmara. A medida é patrocinada pelo deputado Romário (PSB-RJ) ex-jogador de futebol e campeão do mundo em 1994 pela seleção brasileira que acusa a CBF de desviar pagamentos de benefícios a conselheiros da entidade, enriquecimento ilícito de funcionários, irregularidades na organização de jogos e manipulação em convocações de jogadores.
 

continua após publicidade