Esportes

Cogitado na Red Bull, Raikkonen se irrita com perguntas sobre seu futuro

Da Redação ·

Por Tatiana Cunha, Enviada especial NURBURGRING, ALEMANHA, 4 de julho (Folhapress) - Ainda sem contrato para o próximo ano e tido como o mais forte candidato para assumir o lugar aberto pela saída de Mark Webber da Red Bull em 2014, Kimi Raikkonen se irritou com perguntas sobre seu futuro hoje em Nurburgring, onde neste domingo será disputado o GP da Alemanha, nona etapa do Mundial. "Por favor, faz só quatro dias que estávamos em Silverstone e vocês estavam me fazendo as mesmas perguntas", afirmou o piloto da Lotus. "Nada mudou nos últimos dias. Claro que penso no que vai acontecer, mas em algum momento vou tomar esta decisão. Não é algo que esteja me afetando neste momento." Raikkonen, que ficou dois anos afastado da F-1 e retornou à categoria no início do ano passado, afirmou que não será fácil escolher seu time para o próximo ano -ele já declarou ser muito grato à Lotus por ter lhe proporcionado a chance de voltar à F-1 em um carro capaz de ganhar corridas. "Sempre há boas coisas e coisas ruins em qualquer equipe. No fim das contas sempre é preciso encontrar um equilíbrio, não só na F-1, mas na vida de uma maneira geral", filosofou o finlandês, terceiro colocado no Mundial de Pilotos deste ano com 98 pontos. Sebastian Vettel lidera com 132, seguido por Fernando Alonso, com 111.  

continua após publicidade