Esportes

Blatter diz que Brasil fará uma Copa do Mundo "maravilhosa"

Da Redação ·





Por Sérgio Rangel

RIO DE JANEIRO, RJ, 1º de julho (Folhapress) - O presidente da Fifa, Joseph Blatter, admitiu hoje que "havia um grau de incerteza sobre o que poderia acontecer" com a Copa das Confederações por causa dos protestos nas ruas, mas disse que o país fará um Mundial "maravilhoso" no próximo ano.

Na entrevista coletiva realizada no Copacabana Palace, o cartola suíço se recusou a dar uma nota sobre a organização do torneio, encerrado ontem com a conquista do Brasil. "No início da competição, havia um grau de incerteza sobre o que ia acontecer por causa da inquietação social. Vimos agora que a inquietação vem serenando e aconteceu um evento extraordinário", afirmou Blatter.

Por causa do acirramento dos protestos na primeira semana de disputa da competição, a Fifa e seus parceiros estudaram a possibilidade de suspender a realização do torneio. Blatter não quis comentar hoje as manifestações nas ruas contra o alto gasto governamental com a Copa do Mundo.

"Não vou discutir o problema interno que o país está enfrentando. O que disse e repito é que o futebol serve para conectar as pessoas e conseguimos isso dentro e fora do estádio. Tenho certeza que teremos uma Copa maravilhosa no ano que vem", afirmou o dirigente.

Na sexta-feira, três integrantes do Comitê Executivo da Fifa deram nota 7 para a organização da Copa das Confederações após uma reunião no Rio. "Quando estamos estudando na universidade, precisamos para a conclusão do curso uma nota 8. Ainda não sei a nota do Brasil, mas já digo que o Brasil vai se formar no ano que vem", disse.
 

continua após publicidade