Esportes

Irregular, Brasil sofre a 1ª derrota na Liga Mundial

Da Redação ·
A seleção brasileira masculina de vôlei sofreu sua primeira derrota nesta edição da Liga Mundial, neste sábado, ao ser superada pela França por 3 sets a 1, com parciais de 29/27, 23/25, 25/22 e 25/19, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. Longe de repetir a boa atuação no primeiro jogo contra a França, na sexta-feira, a seleção do técnico Bernardinho fez partida irregular e não resistiu o rival, que havia superado pelo apertado placar de 3 a 2. Com o revés, a seleção tem boas chances de perder a liderança do Grupo A. Com 13 pontos, o time nacional pode ser superado ainda neste sábado por Estados Unidos ou Bulgária, que se enfrentam. As duas equipes somam 11 pontos. A França ocupa o quarto lugar, com 10. O Brasil voltará à quadra na próxima sexta-feira para enfrentar a Bulgária, no Ginásio Nilson Nelson, em Brasília. O JOGO - O Brasil começou na frente no set inicial. Marcou os primeiros pontos, mas teve dificuldade de abrir vantagem. Sem se incomodar com a torcida contra, a França manteve o equilíbrio e virou o placar ao fazer 10/9. O duelo seguiu parelho até o time estrangeiro fazer 24/21. A seleção de Bernardinho, no entanto, não se rendeu. Salvou três sets points seguidos e buscou o empate em 24/24. Daí em diante, a França desperdiçou outras chances de fechar o set até marcar 29/27. O segundo set manteve a alternância no placar, mas com ligeira vantagem brasileira. O time melhorou com a entrada de Leandro Vissotto, enquanto os franceses continuavam a impor forte resistência. Mas, com uma boa sequência no fim da parcial, os brasileiros fecharam em 25/23 e empataram a partida. A igualdade, porém, durou pouco tempo. Os franceses foram melhores no terceiro set desde o início e, após fazerem 14/10, não perderam mais a liderança do marcador até fecharem em 25/22. A reação brasileira foi rápida. No início do quarto set, o Brasil mostrou grande volume de jogo, mas teve dificuldade para manter o ritmo. Irregular, abusou dos erros e viu a França crescer em quadra novamente. Logo, os rivais já lideravam o placar por 16/12 e 24/19 e não tiveram problemas para fechar o set e o jogo.
continua após publicidade