Esportes

Lotus promete esforço para manter Raikkonen em 2014

Da Redação ·
Preocupado com o interesse declarado da Red Bull, o chefe da Lotus, Eric Boullier, garantiu nesta sexta-feira que fará esforços para manter Kimi Raikkonen na equipe em 2014. O finlandês tem contrato somente até o fim deste ano e é o principal alvo da Red Bull para substituir Mark Webber, que deixará a categoria depois da atual temporada. "Queremos Kimi. Estamos conversando com ele e procurando algum entendimento sobre onde estamos e o que estamos construindo, porque ainda somos uma equipe nova, com apenas quatro anos de existência. Acho que, até agora, ele tem sido feliz aqui", afirmou Boullier, que reconhece a preocupação quanto ao futuro do finlandês. "Ele está sem contrato conosco para 2014. Será a decisão dele, obviamente. A Red Bull o está perseguindo. E Kimi vai decidir o que quer fazer, o que é melhor para ele. É interessante ir para a Red Bull, mas ele sabe quais são as possibilidades que tem conosco", disse o chefe de equipe da Lotus. As declarações de Boullier foram uma resposta ao chefe da Red Bull, Christian Horner, também presente na entrevista coletiva desta sexta-feira, em Silverstone, na Inglaterra. "No final das contas, acho que nosso diferencial será o equipamento que teremos a sua disposição. Qualquer piloto quer estar no ambiente mais competitivo possível. Acho que isso vale para Kimi", declarou o dirigente. Horner, contudo, afirmou que Raikkonen não é a única possibilidade para a Red Bull, em 2014. "Não estamos olhando somente para Kimi. Temos também o Daniel Ricciardo e Jean-Eric Vergne, que são rivais na briga por esta vaga. Ainda temos tempo para avaliar todas as opções disponíveis". Ricciardo e Vergne são os atuais pilotos da Toro Rosso, que é uma espécie de time B da Red Bull. Ciente do interesse da equipe tricampeão da Fórmula 1, Kimi Raikkonen já se manifestou na quinta, mesmo dia em que Webber anunciou sua saída da categoria no fim do ano. E o finlandês avisou que terá uma "decisão difícil" pela frente.
continua após publicidade