Esportes

Itália quer deixar o Brasil e Copa das Confederações pode ser suspensa

Da Redação ·
O presidente da Fifa, Joseph Blatter, está deixando o país verde-amarelo assustado  - Crédito da foto - GettyImages
fonte:
O presidente da Fifa, Joseph Blatter, está deixando o país verde-amarelo assustado - Crédito da foto - GettyImages

Se não publicamente, ao menos internamente a FIFA sente os efeitos das manifestações que tomam as ruas do Brasil desde a quinta passada (13 de junho).

A entidade máxima do futebol, que teve carros hostilizados e o hotel em que estão hospedados os seus representantes atacado, trabalha com a possibilidade de interromper a Copa das Confederações. A informação é da rádio CBN.

continua após publicidade
confira também

A FIFA já teria, inclusive, consultado o setor jurídico para saber quais seriam as consequências do cancelamento: a resposta que obteve é a de que, pela Lei Geral da Copa, pode acionar o governo brasileiro em caso de cancelamento da competição por falta de garantias segurança.

A rádio destacou que pelo menos uma delegação, que trouxe os familiares para o Brasil, manifestou o desejo de abandonar a Copa das Confederações por precaução. Segundo as informações da CBN, a seleção em questão seria a Itália. O presidente da Fifa, Joseph Blatter, também está deixando o país verde-amarelo assustado – o projeto inicial era de que acompanhasse o torneio até o final.