Esportes

Muricy deixa o comando do Santos

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Muricy deixa o comando do Santos
Muricy deixa o comando do Santos

SÃO PAULO, SP, 31 de maio (Folhapress) - O técnico Muricy Ramalho, 57, está fora do Santos. Cinco dias após o jogo de despedida de Neymar, o treinador deixou o clube da Vila Belmiro.

Muricy está em Ibiúna (SP), com a família, e, a princípio, não pretende dirigir outro clube. Segundo pessoas próximas ao treinador, ele quer apenas descansar no momento. Já o Santos fala agora em "reformulação".

continua após publicidade
confira também


Pelo Santos, Muricy conquistou o Paulista de 2011 e 2012, uma Libertadores e uma Recopa Sul-americana. Ele estava no clube desde abril de 2011 e comandou a equipe em 150 jogos (72 vitórias, 42 empates e 36 derrotas).

Em nota, o clube confirmou a saída do treinador e disse que o time será comandado interinamente por Claudinei Oliveira, técnico do sub-20, ao menos na partida contra o Grêmio, amanhã, na Vila.


Veja a íntegra da nota:

"O Comitê de Gestão decidiu que Muricy Ramalho não é mais técnico do time profissional do Santos FC. A decisão foi comunicada ao treinador nesta quinta-feira (30/5).

Muricy Ramalho assumiu como técnico do Santos FC em abril de 2011. Na ocasião, ajudou o Clube a sagrar-se bicampeão paulista, tri da Libertadores e vice-campeão mundial. Em 2012, liderou o Santos na conquista do tricampeonato paulista e no título da Recopa Sul-Americana. Em 2013 foi vice-campeão paulista. Ao todo, liderou o Santos em 150 jogos, alcançando 72 vitórias, 42 empates e 36 derrotas.

O Comitê de Gestão agradece os serviços prestados pelo técnico, que marcou seu nome na história do Santos.

Claudinei Oliveira, técnico do Sub-20 do Santos FC campeão da Copa São Paulo deste ano e desde 2009 no Clube, dirige o time profissional na partida deste sábado, contra o Grêmio, na Vila Belmiro.

Reformulação

O Santos FC inicia um processo de reformulação após um dos períodos mais vencedores da história de 101 anos do Clube, com seis títulos conquistados e dois vice-campeonatos em um período de 40 meses, além da recuperação financeira que culminou, na semana passada, com a conquista da Certidão Positiva com efeitos de Negativa (Cepen), emitida pelo Ministério da Fazenda.

Esta reformulação será conduzida com serenidade pelo Comitê de Gestão em nome dos interesses dos nossos milhões de torcedores e mais de 65 mil sócios para que o Santos FC continue crescendo dentro e fora de campo."