Esportes

Emocionado, Abidal confirma adeus ao Barcelona

Da Redação ·
O lateral Éric Abidal anunciou nesta quinta-feira que está deixando o Barcelona depois de seis temporadas defendendo o clube. O jogador francês confirmou, emocionado em uma entrevista coletiva, que o seu contrato não será renovado após expirar em junho. O atleta, que completará 34 anos em julho, precisou enfrentar um câncer no fígado e foi submetido a um transplante para poder voltar a atuar profissionalmente, deu a entender que o clube optou pela não renovação do compromisso com o time. "Hoje é um dia um pouco complicado. Joguei por seis anos aqui, é a experiência mais forte da minha vida. Tinha dois objetivos: lutar para ver crescer as minhas duas filhas e voltar a jogar. Gostaria de seguir atuando no Barça, mas tenho de respeitar a decisão do clube", afirmou Abidal, que em seguida assegurou: "Eu vou, mas seguramente voltarei". O jogador voltou a ser relacionado para as partidas do Barcelona em março, pouco menos de um ano depois de ter sido submetido a um transplante de fígado, que colocou em dúvida e dificultou a continuidade da sua carreira. Antes disso, em março de 2011, ele retirou um tumor do fígado após exames diagnosticarem um câncer. Apesar do problema sério de saúde que enfrentou, Abidal revelou nesta quinta que espera poder jogar por mais dois anos profissionalmente. Fora do Barça, ele quer ao menos poder atuar mais uma vez pelo clube, neste sábado, contra o Málaga, no Camp Nou, pela última rodada do Campeonato Espanhol. "Não tenho ofertas de outros clubes. Tenho tempo para pensar no futuro. O mais importante será a última partida e ver se o mister (técnico Tito Vilanova) me coloca para jogar alguns minutos no sábado", disse o francês, com a esperança de poder se despedir dos torcedores dentro de campo. Apesar do adeus ao Barça como jogador, Abidal chegou a receber uma proposta para ser diretor-técnico de todas as escolas de futebol geridas pelo clube no mundo. "Anuncio aqui que não demos adeus a ele. Quando ele quiser, aqui no Barça terá as portas abertas para ser chefe das escolinhas de futebol a nível mundial. Esperaremos por isso. Dito isso, se quando voltar ele achar que pode nos ajudar de outra maneira, também trabalhará. No que desejar. Obrigado, Eric", afirmou o presidente do Barcelona, Sandro Rosell, em entrevista coletiva nesta quinta. O dirigente também enfatizou que Abidal foi um exemplo de superação e "se tornou uma pessoa muito especial para todos". "Ele ganhou nosso coração. Nos ensinou que nunca se pode dar por vencido e que a vontade supera a dificuldade. Nos deu uma lição de vida que nunca esqueceremos", completou.
continua após publicidade