Esportes

Vitória atropela Náutico fora de casa e vence por 3 a 0

Da Redação ·
O Vitória goleou o Náutico por 3 a 0, na segunda rodada do Campeonato Brasileiro, na noite desta quarta-feira (29), no Estádio dos Aflitos, no Recife. O time baiano mostrou superioridade contra uma equipe desorganizada, que não ameaçou os visitantes. Foi a segunda derrota do Náutico, desta vez em casa, nas duas partidas disputadas - a primeira foi para o Grêmio, por 2 x 0. O Vitória vinha de um empate com o Internacional. O time baiano começou a decidir o placar já no primeiro tempo. Aos 12 minutos, abriu o placar, aproveitando falha da zaga adversária. O zagueiro Victor Ramos lançou a bola na entrada da área. Na disputa de Dinei com a defesa, Biancucchi aproveitou a sobra e, de frente para goleiro, chutou para o gol. Nos acréscimos do primeiro tempo, aos 47 minutos, Edson Magal pegou rebote de uma cobrança de escanteio e chutou de longe, no ângulo direito de Felipe. O golaço foi comemorado pelo seu autor: "Desde a época da divisão de base, nunca tinha feito um golaço assim", disse Magal. Os jogadores alvirrubros voltaram para o segundo tempo sob as vaias da torcida, irritada com o mau desempenho da equipe. Logo depois, aos quatro minutos, Biancucchi marcou o terceiro, depois de tabelar com Edson Magal e driblar Luís Eduardo. Os torcedores começaram, então a deixar o estádio, sem confiança em uma reação do Náutico, enquanto os torcedores do Vitória gritavam "olé". Daí para a frente, o Vitória passou a administrar o resultado, mas ainda ofereceu perigo aos 35 minutos, quando Biancucchi driblou dois jogadores adversários e mandou a bola para Giancarlo chutar no travessão. FICHA TÉCNICA: NÁUTICO 0 X 3 VITÓRIA NÁUTICO - Felipe; Maranhão, João Filipe, Luís Eduardo e Bruno Collaço; Elicarlos (Auremir), Martinez e Rodrigo Souto (Jones Carioca); Caion, Rogério e Élton (Marcos Vinicius). Técnico: Silas. VITÓRIA - Wilson; Nino Paraiba (Reniê), Victor Ramos, Gabriel Paulista e Danilo Tarracha (Fabricio); Edson Magal, Neto Coruja, Renato Cajá e Escudero; Maxi Biancucchi e Dinei (Giancarlo). Técnico: Caio Júnior. GOLS - Maxi Biancucchi, aos 12, e Edson Magal aos 47 minutos do primeiro tempo. Maxi Biancucchi, aos quatro minutos do segundo tempo. ÁRBITRO - Alicio Pena Junior (MG). CARTÕES AMARELOS - Escudero, Wilson, Dinei, Gabriel Paulista, Fabricio (Vitória); Rogério (Nautico). RENDA - R$ 175.520,00. PÚBLICO - 11.230 pessoas. LOCAL - Estádio dos Aflitos, no Recife (PE).
continua após publicidade