Esportes

Cobertura da Fonte Nova rasga com chuva em Salvador

Da Redação ·

Por Mário Bittencourt SÃO PAULO, SP, 27 de maio (Folhapress) - Uma parte da cobertura da Fonte Nova não resistiu a uma chuva forte que atingiu Salvador na manhã de hoje e acabou rasgando devido ao acúmulo de água. A arena, que teve custo de R$ 689,4 milhões, foi reaberta em 7 de abril e receberá três jogos da Copa das Confederações, em junho deste ano, e também será sede de partidas da Copa-2014. O problema ocorreu no setor leste do estádio, em um dos 36 painéis da membrana de cobertura do estádio, que se rompeu. O consórcio que administra a arena, formado pelas empresa OAS e Odebrecht, diz que enviou técnicos ao local para avaliar o estrago. Em nota oficial, o consórcio informou que o caso está sendo apurado e que os serviços de reparo já foram iniciados. Desde sua reinauguração, a Arena Fonte Nova já foi palco de outros problemas e imprevistos. O primeiro deles foi em relação a pontos cegos da arquibancada, revelados pela Folha. O consórcio da arena prometeu resolver o problema. Outra polêmica envolvendo o estádio foi a "chuva de caxirolas". Revoltados com o desempenho de seu clube, os torcedores do Bahia jogaram dentro do gramado os chocalhos de plástico que haviam sido distribuídos no clássico contra o Vitória no dia 28 de abril. No início de abril, fora do estádio, houve confusão envolvendo as torcidas de Bahia e Vitória durante a venda de ingressos para o jogo que marcou a reinauguração. Na fase de grupos da Copa das Confederações, a Fonte Nova será palco de dois jogos: Nigéria x Uruguai, em 20 de junho, pelo Grupo B, e Brasil x Itália, em 22, pelo Grupo A. Além destas partidas, o estádio sediará a disputa do 3º lugar da competição.  

continua após publicidade