Esportes

África do Sul convive com série de ameaças à Copa

Da Redação ·

Nas últimas semanas, a Copa do Mundo sofreu outras ameaças, além da revelada neste domingo. A primeira foi da rede terrorista Al-Qaeda, de Osama bin Laden, que teria como alvos as seleções de Estados Unidos, Inglaterra, Itália, França e Alemanha. Os países são acusados de uma “cruzada” contra o Islã.

continua após publicidade

Em outubro de 2009, a Agência de Inteligência Nacional sul-africana chegou a prender vários suspeitos ligados à Al-Qaeda em Moçambique e na Somália.

Outra ameaça, esta mais pacífica, foi a greve de servidores municipais do país iniciada há uma semana. Os manifestantes reivindicam reajustes salariais, além de melhores condições de trabalho. Ontem, no entanto, o sindicato se aproximou de acordo com o governo para o término da paralisação.