Esportes

Perto da despedida, técnico do Bayern confia em título

Da Redação ·
Jupp Heynckes não disfarçou o tom de despedida nesta sexta-feira, na véspera de sua penúltima partida no comando do Bayern de Munique. O técnico de 68 anos, que será substituído por Josep Guardiola, reforçou sua confiança no elenco do time, antes da final da Liga dos Campeões, mas não deu pistas de qual será seu futuro. "No sábado passado, tive minha última partida pelo Campeonato Alemão como treinador e amanhã será a última oportunidade para levantar um destes troféus de torneio continental", declarou o treinador, que ainda não fala em aposentadoria. Há rumores de que poderia voltar ao Real Madrid, time pelo qual conquistou a Liga dos Campeões da temporada 1997/98. No entanto, ele já disse que não pretende sair da Alemanha. No Estádio de Wembley, em Londres, Heynckes poderá ser bicampeão se levar o Bayern de Munique à vitória sobre o Borussia Dortmund. "Sempre tentei pensar de forma positiva. Tenho consciência da capacidade do meu time. Disse isso antes das partidas contra Juventus e Barcelona, quando não éramos considerados favoritos. Sempre acredite que poderíamos vencer esta competição", disse o treinador. "Temos um time extraordinário e conseguimos jogar com unidade. Se conseguirmos jogar desta forma amanhã, nós vamos ganhar a partida", avisou Heynckes, que ouviu palavras de apoio do diretor-executivo do Bayern, Karl-Heinz Rummenigge. "Não estamos chegando em Wembley com arrogância ou excesso de confiança, mas sabemos que, se tivermos um bom dia amanhã, conseguiremos alcançar o objetivo de faturar a Liga dos Campeões", afirmou. Heynckes só fará sua despedida do Bayern de Munique no próximo fim de semana. Depois da decisão da Liga dos Campeões, ele decidirá o título da Copa da Alemanha, no dia 1º de junho (próximo sábado), contra o Stuttgart, em Berlim. Se vencer as duas finais, o treinador vai garantir a chamada tríplice coroa, conquista simbólica por causa dos três títulos de maior relevância para o Bayern. O time foi campeão alemão no mês passado com seis rodadas de antecedência.
continua após publicidade