Esportes

Exército recebe tanques de defesa antiaérea para o evento

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 23 de maio (Folhapress) - O Exército Brasileiro recebeu nesta semana 10 tanques alemães Gepard (ou guepardo em português), de artilharia antiaérea, para serem usados durante a abertura e o encerramento da Copa das Confederações em Brasília e no Rio de Janeiro, nos dias 15 e 30 de junho. Seis foram transportados na madrugada de ontem para o Parque Regional de Manutenção da Força, em Magalhães Bastos, zona oeste carioca. Outros quatro veículos chegarão na noite de hoje ao local. Eles serão deslocados do Porto do Rio, por volta das 22h. Segundo o tenente coronel Robson Novaes -gerente operacional do projeto de Defesa Antiaérea do Gepard, os carros blindados foram comprados por R$ 70 milhões- sendo cerca de R$ 2 milhões cada. Eles não são novos. Já foram usados pelas tropas alemãs, mas passaram por manutenção completa em 2005 e 2006. Esses são os primeiros tanques blindados operacionais de defesa antiaérea do país. O Brasil não tinha esta tecnologia, que é uma exigência da Fifa para a Copa do Mundo. Entre os dias 3 e 7 de junho, no CAEx (Centro de Avaliação do Exército), na Restinga da Marambaia, em Barra de Guaratiba, zona oeste, ocorrerão os testes de tiro técnico. Aprovados, quatro tanques seguirão para Brasília, onde ocorrerá a abertura da Copa das Confederações. Os outros quatro permanecerão no Rio de Janeiro para o encerramento do evento. Os outros dois veículos servem para instrução e trabalho de manutenção. "Os tanques não ficarão aos olhos do público. Eles estarão posicionados em pontos estratégicos, próximo aos estádios", disse Novaes à Folha de S.Paulo. No total, o Brasil comprou da Alemanha 34 tanques Gepard e cerca de 450 mil munições. O valor das munições, no entanto, não foi divulgado pelo Exército. O restante da frota deve ser entregue em 2014 e 2015. De acordo com Novaes, a previsão é que os tanques sejam enviados nos próximos anos à 5ª Brigada de Cavalaria Blindada e à 6a Brigada de Infantaria Blindada do Exército, no Rio Grande do Sul e Paraná. Os blindados também devem ser usados na Jornada Mundial da Juventude, Copa do Mundo e Olimpíadas de 2016. Os veículos comprados são capazes de abater mísseis, aviões, helicópteros ou drones (aviões teleguiados) suspeitos a até 5 km de alcance. A fabricante informa que eles atingem alvos de até 5,5 km de altura, mas, no Brasil, serão usados em baixa altitude (até 3 km).  

continua após publicidade