Esportes

Time da Vila é vaiado, mas avança na Copa do Brasil

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 23 de maio (Folhapress) - O Santos só empatou por 0 a 0 com o Joinville, ontem, na Vila Belmiro. Ainda assim, a equipe alvinegra avançou para a terceira fase da Copa do Brasil por ter vencido o duelo de ida por 1 a 0. A torcida santista vaiou a equipe ao final do jogo.

Muricy Ramalho não pôde contar com Montillo e Giva, ambos machucados. O adversário foi a campo com cinco desfalques, entre eles o capitão Ricardinho.

Com a bola rolando, em meio à chuva, Neymar e os demais jogadores do Santos encontraram muita dificuldade para furar o bloqueio do Joinville.

Ainda sem uma armação eficiente, a equipe de Muricy viveu de cruzamentos de Bruno Peres e lampejos do camisa 11. Porém, Neymar acertou poucos dribles, reclamou de faltas e até de um impedimento marcado pela arbitragem.

Pelo Joinville, o uruguaio Ligüera protagonizou o melhor lance do primeiro tempo. Ele chutou alto e cruzado da entrada da área. Porém, Rafael espalmou para escanteio.

"Não criamos nada, precisamos melhorar", comentou o capitão do Santos, Edu Dracena, na saída para o intervalo.

Na etapa final, o panorama pouco mudou. Neymar forçou jogadas e as vezes foi perseguido por até quatro defensores. Ele arriscou a gol, sem levar perigo, e irritou-se com agarrões de adversários.

O Joinville, novamente, teve lances de perigo. Jaílton bateu de fora da área e Rafael espalmou. No rebote, Matheus Carvalho desperdiçou a chance de gol.

No final do jogo, Sandro cabeceou sozinho quase na pequena área, mas a bola saiu rente à trave. Em seguida, no contra-ataque, o santista Miralles ficou frente a frente com o goleiro rival, mas chutou para fora.



SANTOS

Rafael; Bruno Peres (Alan Santos), Edu Dracena, Durval e Léo; Arouca, Renê Júnior, Cícero e Felipe Anderson (Patito Rodríguez); Henrique (Miralles) e Neymar. Técnico: Muricy Ramalho



JOINVILLE

Ivan; Carlos Alberto, Rafael, Sandro e Rafinha; Augusto Recife, Marcus Vinícius, Marcelo Costa e Arthur Maia (Jailton); Ligüera (Matheus Carvalho) e Lima (Ronaldo). Técnico: Arthurzinho



Estádio: Vila Belmiro, em Santos

Árbitro: Deweson Fernando Freitas de Silva

Cartões amarelos: Renê Júnior, Durval (S), Ligüera e Rafael (J)

Público: 4.758 pagantes

Renda: R$ 142.200,00
 

continua após publicidade