Esportes

Santos e São Paulo disputam vaga na final neste domingo

Da Redação ·
 Ricardo Gomes disse que, apesar de talentoso, time do Santos ainda não pode ser considerado histórico
fonte: googleimagens.com
Ricardo Gomes disse que, apesar de talentoso, time do Santos ainda não pode ser considerado histórico

antos e São Paulo se enfrentam neste domingo (18), na Vila Belmiro, pela segunda partida da semifinal do Campeonato Paulista. O Tricolor do Morumbi precisa de uma vitória por dois gols de diferença para avançar à final. Enquanto o goleador ataque santista mostrou cautela ao falar do adversário, os defensores do São Paulo, responsáveis por parar os Meninos da Vila, trataram de minimizar o poder de fogo do Peixe. O zagueiro Alex Silva disse que não precisa de esquema especial para marcar Neymar, Robinho e companhia.

continua após publicidade

Respeito muito o ataque do Santos, mas para mim é como outros ataques que já enfrentamos. Como o do Corinthians, por exemplo. Não é impossível para-los.

continua após publicidade

Pelo lado do Santos, o lateral-direito Wesley preferiu não estender o assunto. O jogador disse que a ansiedade da decisão acabou no primeiro jogo e que não acredita em favoritismo de nenhum dos lados quando se trata de equipes grandes.

continua após publicidade

- A resposta a gente vai dar dentro de campo, jogando futebol. Aqui todos estão tranquilos. É uma decisão que envolve todo um clima. Então tem que tomar cuidado para não dar uma resposta que seja mal interpretada.

No duelo de treinadores, Dorival Junior deve escalar o time com três atacantes, da mesma forma que entrou em campo na primeira partida, quando venceu por 3 a 2. Ricardo Gomes, por sua vez, não deu pistas de como o time deve ser montado, embora tenha deixado claro que existe uma brecha para também jogar com três homens de frente.

continua após publicidade

O comandante são-paulino valorizou o adversário, especialmente o setor ofensivo,mas sinalizou que não concorda com toda a badalação que o Santos vem recebendo. 

continua após publicidade

O ataque do Santos tem cumplicidade. Não é só que os jogadores são bons. É difícil isso, talvez mais duas ou três equipes no mundo hoje tenham isso. Mas não acho que é um time invencível. E para ser histórico, tem que jogar dois, três anos como está jogando.

Para Dorival, o Santos precisa entender e aproveitar o melhor momento na competição e jogar de maneira agressiva no ataque, como tem feito durante toda a temporada. Porém, ressaltou que um pouco de cautela não faz mal.