Esportes

Correção: PSG vence em despedida de Beckham

Da Redação ·
A nota enviada anteriormente continha erros no primeiro e no terceiro parágrafos. Segue a versão corrigida. O clima de emoção tomou conta do Estádio Parc des Princes neste sábado. Com o título já garantido, o Paris Saint-Germain venceu o Brest por 3 a 1, na penúltima rodada do Campeonato Francês, mas o resultado ficou em segundo plano. O confronto, na verdade, ficará marcado pela despedida do inglês David Beckham da torcida parisiense. Ele ainda pode atuar diante do Lorient, no próximo final de semana, mas o choro e sua reação ao deixar o gramado mostram que esta deve ter sido sua última partida como profissional. Beckham surpreendeu e anunciou sua aposentadoria durante a semana, depois de quase duas décadas como profissional. Mas, aparentemente, nem o próprio jogador estava preparado para este momento. Durante quase todo o segundo tempo as câmeras de tevê flagravam o veterano de 38 anos chorando muito, percebendo que aqueles poderiam ser os últimos minutos de sua carreira. Mas a emoção não ficou restrita a Beckham. Quando sua substituição foi anunciada, aos 41 minutos do segundo tempo, todos os jogadores em campo, inclusive os do Brest, aplaudiram o jogador. Dirigentes do PSG também não se controlaram e viam a despedida com lágrimas nos olhos. Nas tribunas, até o ex-presidente francês, Nicolas Sarkozy, acompanhava o momento histórico. Ao fim da partida, os jogadores do time parisiense carregaram nos ombros o meia, que também defendeu ao longo da carreira as camisas de Manchester United, Real Madrid, Los Angeles Galaxy e Milan. Com as cores da seleção inglesa foram 115 partidas - um recorde - e três Copas do Mundo (1998, 2002 e 2006). Mas a partida deste sábado também teve festa pelo título francês do PSG, garantido no final de semana passado. Boa parte do elenco parisiense foi a campo com a cabeça pintada com as cores do clube: vermelho, branco e azul. Após o apito final, os jogadores correram em direção à torcida para celebrar a conquista. Durante os 90 minutos, o destaque ficou por conta de Ibrahimovic, que praticamente decidiu a vitória ao marcar duas vezes, aos cinco e 36 minutos do primeiro tempo. Matuidi, após escanteio cobrado por Beckham, também deixou sua marca, aos 31. No segundo tempo, já com o brasileiro Lucas em campo - entrou no intervalo -, o Brest diminuiu com Beschop.
continua após publicidade