Esportes

Com "frango", Palmeiras perde e é eliminado

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 15 de maio (Folhapress) - O Palmeiras perdeu por 2 a 1 para o mexicano Tijuana ontem (14) à noite, no Pacaembu, pela volta das oitavas de final da Libertadores e foi eliminado do torneio. Na ida, no México, os dois times empataram por 0 a 0. Agora, o Tijuana enfrenta o Atlético-MG nas quartas de final. O primeiro gol da partida foi marcado por Riascos, após um frango do goleiro palmeirense Bruno, aos 26min da etapa inicial. O atacante colombiano chutou fraco e a bola passou por baixo do atleta. "Um erro grotesco que não poderia acontecer", admitiu Bruno no intervalo do jogo. O técnico Gilson Kleina comemorou a repetição da escalação que segurou o empate sem gols no México. Armada no 4-4-2, a equipe alviverde mostrava uma ligeira superioridade. No entanto, a bola pouco rolou. Com muitas faltas e um número excessivo de cartões amarelos -sete só no primeiro tempo-, o jogou ficou nervoso. Os atletas dos dois times reclamavam muito com o árbitro venezuelano Juan Soto. Em uma das infrações assinaladas pelo juiz, o lateral direito palmeirense Ayrton acertou o travessão do goleiro Saucedo. Aos 26min, o Tijuana conseguiu seu primeiro ataque. Após a triangulação na entrada da área, o atacante Riascos arriscou um chute fraco. Bruno se abaixou para pegar a bola, mas falhou de forma incrível. 1 a 0 para o Tijuana. Na volta do intervalo, Kleina trocou Wesley por Souza. Porém, quem chegou ao gol foi o Tijuana. Aos 6min, Ayrton afastou mal um lançamento e o meia Arce ficou com o rebote para ampliar a vantagem mexicana. O treinador do Palmeiras colocou seu time no ataque. Sacou o volante Charles para a entrada do atacante Maikon Leite. O time paulista falhava demais nas conclusões. Até que aos 15min, o zagueiro Aguilar cabeceou a bola na própria mão, dentro da área, e o juiz venezuelano marcou pênalti convertido por Souza. Aos 23min, Kleber fez um gol de cabeça, mas o tento foi anulado por impedimento. O Palmeiras pressionou o adversário no final, porém deu espaço para os contra-ataques. Aos 36min, Riascos arrancou com liberdade, driblou Bruno e chutou, mas Maurício Ramos evitou o terceiro gol. Mas não a derrota. PALMEIRAS Bruno; Ayrton, Henrique, Maurício Ramos e Marcelo Oliveira (Juninho); Márcio Araújo, Charles (Maikon Leite), Wesley (Souza) e Tiago Real; Vinicius e Kleber. Técnico:Gilson Kleina TIJUANA Carlos Saucedo; Juan Carlos Núñez, Aguilar, Gandolfi (Ortíz) e Edgar Castillo; Pellerano, Fernando Arce, Corona (Madueña) e Richard Ruíz; Fidel Martínez (Tahulían) e Riascos. Técnico: Antonio Mohamed Estádio: Pacaembu, em São Paulo Árbitro: Juan Soto (Venezuela) Gols: Riascos, aos 26min do 1º tempo; Arce, aos 6min, e Souza, aos Souza, aos 16min do 2º tempo Cartões amarelos: Tiago Real, Charles, Kleber, Vinicius, Henrique (P), Castillo, Aguilar, Richard Ruíz, Juan Carlos Núñez, Riascos, Fernando Arce e Fidel Martínez (T) Cartão vermelho: Aguilar (T) Público: 36.452 Renda: R$ 1.898.377,50  

continua após publicidade