Esportes

Podemos mudar tudo até 1º de agosto, diz Fifa sobre atrasos do Itaquerão

Da Redação ·





Por Breno Costa

BRASÍLIA, DF, 14 de maio (Folhapress) - Embora tenha enfatizado que não estava fazendo uma ameaça, o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, voltou a cobrar, em tom duro, o cumprimento de prazos para a entrega de estádios e disse que a entidade tem liberdade para alterar a tabela de jogos da Copa-2014 até o início de agosto, o que inclui excluir determinadas arenas.

A cobrança foi dirigida ao Itaquerão, futuro estádio do Corinthians e palco de abertura da Copa-2014. A promessa de conclusão das obras é dezembro, prazo máximo dado pela Fifa.

"Haverá uma discussão com São Paulo, sobre o estádio. Nós vamos nos sentar e ver o que está acontecendo", disse Valcke, em entrevista coletiva após vistoria nas obras do estádio Mané Garrincha, em Brasília. "Não se esqueçam, e isso não é uma ameaça: nós podemos trocar tudo até o primeiro minuto da venda de ingressos [para a Copa-2014]. Então, nós podemos mudar toda a tabela de jogos até 1º de agosto".

Depois, buscou deixar claro que "não estamos pensando em mudar cidades-sede". Conforme o secretário-geral da Fifa, "quando isso acontece é porque o COL (Comitê Organizador Local) não tem mais solução".

O Corinthians aguarda a confirmação de um acordo com a Caixa Econômica Federal para viabilizar a liberação de um empréstimo de R$ 400 milhões do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para a construção do estádio. A Caixa, conforme acordo que vem sendo costurado, entrará com as garantias que o Banco do Brasil não aceitou dar. Hoje, segundo informações oficiais, as obras do estádio estão com cerca de 75% de conclusão.

Brasília

A comitiva da Fifa e do Comitê Organizador Local fizeram hoje a última vistoria no Estádio Nacional de Brasília, antes do primeiro evento-teste, no próximo sábado, quando será realizada a final do Campeonato Brasiliense. O estádio será palco da abertura da Copa das Confederações, em 15 de junho.

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, citou Darcy Ribeiro para concluir que o Brasil acaba de ganhar seu Coliseu. "Darcy Ribeiro escreveu que o Brasil era uma Roma mais democrática, porque lavada em sangue indígena e africano. E, se o Brasil é a nova Roma, eu creio que Darcy Ribeiro, se vivesse, diria que essa nova Roma ganhou o seu Coliseu", afirmou o ministro.

A um mês da abertura da Copa das Confederações, o estádio, oficialmente, está com 97% das obras concluídas.

A imprensa não teve acesso a todo o estádio. Os jornalistas só puderam verificar as condições do acesso principal do estádio, onde entrará parte da torcida e as autoridades e convidados especiais.

Ainda assim, é possível constatar que o estádio está inacabado. Parte do entorno do estádio ainda é um canteiro de obras. Do lado de dentro, a fiação ainda está exposta, e ainda há obras em lanchonetes e banheiros. Na arquibancada, falta escoamento de água.

Na primeira fileira, bem ao lado do campo, onde os assentos serão mais caros, o chão estava alagado, sem escoamento. Parte da cobertura da arena não foi finalizada, assim como a instalação da maior parte dos corrimãos.
 

continua após publicidade