Esportes

Cruzeiro aguarda a definição do seu próximo adversário

Da Redação ·
 Fabrício lembra as dificuldades enfrentadas pelo Cruzeiro no grupo que foi considerado "da morte
fonte: Washinghton Alves/VipComm
Fabrício lembra as dificuldades enfrentadas pelo Cruzeiro no grupo que foi considerado "da morte

Com a classificação assegurada para as oitavas de final da Libertadores, como segundo colocado do grupo 7, o Cruzeiro fica agora na expectativa de conhecer o seu próximo adversário na competição internacional. Os jogos da rodada final dos grupos ainda não encerrados acontecerão nas próximas quarta e quinta-feiras.

continua após publicidade

“Até o dia 22, tem de aguardar, não tem jeito”, comentou Adilson Batista, que, no entanto, diz que não terá tempo para se preocupar muito com essa situação. “Não dá nem tempo, tenho de trabalhar, tenho de vivenciar o Ipatinga, então vamos por etapas, pensar no Ipatinga”, acrescentou.

Adilson Batista refere-se ao segundo contra pela semifinal do Campeonato Mineiro, contra o Ipatinga, no próximo domingo, no Mineirão, quando o time celeste poderá se classificar com um empate, já que na partida de ida, no Vale do Aço, houve igualdade em 0 a 0.

continua após publicidade

Depois da semifinal, confirmando-se sua vaga na decisão do título estadual, o Cruzeiro terá uma semana livre, quando ficará esperando a definição do seu próximo oponente pela Libertadores.

O volante Fabrício considera que mesmo não tendo terminado em primeiro lugar, como era o desejo, o Cruzeiro conseguiu um triunfo importante, por causa da dificuldade do grupo 7.

“O nosso grupo era muito difícil, considerado o grupo da morte, seria pedreira para classificar. Nosso primeiro objetivo era classificar em primeiro, deixamos escapar alguns pontos preciosos, principalmente o jogo em Caracas, mas o importante foi que a gente classificou, vamos esperar agora o nosso adversário”, comentou.

continua após publicidade

Fabrício se refere ao empate com o Deportivo Italia, em Caracas, em 2 a 2, sendo o único time que não venceu os dois jogos contra a equipe venezuela, a lanterna da chave.

O experiente meia Gilberto também comentou a dificuldade que o Cruzeiro enfrentou no grupo 7. “A gente sabia que era o grupo mais difícil desta competição com o Vélez, Colo-Colo, Deportivo Itália, o nosso objetivo era classificar para a próxima fase, conseguimos, agora é voltar para o Brasil”, disse.