Esportes

Corinthians derrota São Paulo nos pênaltis e vai à final

Da Redação ·
Pato marcou gol de pênalti decisivo para o corinthians
fonte: arquivo-foto ilustrativa
Pato marcou gol de pênalti decisivo para o corinthians

O Corinthians ganhou nos pênaltis do São Paulo por 4 a 3, após o empate sem gols no tempo normal, e garantiu a vaga na final do Paulistão. O herói da classificação corintiana, no equilibrado clássico deste domingo no Morumbi, foi o goleiro Cássio, que defendeu a decisiva cobrança de Luis Fabiano - Ganso também desperdiçou pelo lado são-paulino, ao chutar a bola por cima do gol. Agora, vai decidir o título do campeonato contra o Santos.

Na decisão por pênaltis, Rogério Ceni, Rafael Toloi e Jadson marcaram para o São Paulo. Enquanto isso, Douglas, Romarinho, Fábio Santos e Alexandre Pato fizeram os gols do Corinthians - Alessandro foi o único que errou. Na última cobrança, Rogério Ceni chegou a defender o chute de Alexandre Pato, mas o árbitro mandou voltar porque o goleiro são-paulino se adiantou. Aí, na segunda chance, o atacante corintiano definiu a vitória e a classificação.

Agora, o Corinthians tentará acabar com a hegemonia santista no Paulistão. Na decisão em dois jogos, previstos para os dois próximos domingos - os locais serão definidos nesta segunda-feira pela FPF -, a missão corintiana será evitar o inédito tetracampeonato do Santos, que, comandado por Neymar, ganhou o título nos últimos três anos. Também será a chance de voltar a ser campeão estadual, o que não consegue desde 2009, quando venceu pela 26ª vez na história.

Os dois rivais entraram em campo pressionados pelas derrotas que tiveram durante a semana nas oitavas de final da Libertadores. A situação são-paulina é pior, após ter perdido por 2 a 1 para o Atlético-MG no Morumbi. Assim, precisa ganhar por dois gols de diferença na quarta-feira, em Belo Horizonte, para avançar. Já o Corinthians caiu diante do Boca Juniors, por 1 a 0, na Argentina, mas decidirá a vaga no Pacaembu - será apenas no dia 15 de maio.

Depois da expulsão na derrota da última quinta-feira, quando prejudicou o São Paulo diante do Atlético-MG, o experiente zagueiro Lúcio foi colocado no banco de reservas pelo técnico Ney Franco no clássico deste domingo. Até como preparação para o jogo de volta na Libertadores, Edson Silva formou dupla de zaga com Rafael Toloi. Do lado do Corinthians, o meia Danilo fez um teste e, recuperado das dores na panturrilha, foi escalado como titular.

CLÁSSICO EQUILIBRADO - No começo do jogo, o São Paulo foi mais incisivo, levando maior perigo ao gol adversário. Tanto que criou a primeira grande chance, quando Luis Fabiano chutou forte aos oito minutos e exigiu difícil defesa de Cássio. Logo depois, porém, perdeu um de seus principais jogadores: com muitas dores na região do quadril, após sofrer uma queda, o atacante Osvaldo pediu para ser substituído, virando dúvida para encarar o Atlético-MG.

Ney Franco optou por colocar Douglas no lugar de Osvaldo. E, aos poucos, o Corinthians foi equilibrando as ações. Mas, depois de um pisão em Wellington, Romarinho recebeu o cartão amarelo e deixou o clima quente dentro de campo. Com faltas mais duras e seguidas reclamações dos jogadores para o árbitro, o clássico não teve grandes chances no primeiro tempo. Quem esteve mais perto do gol foi o São Paulo, mas nada que assustasse Cássio.

No segundo tempo, com os ânimos mais calmos, o Corinthians começou um pouco melhor. Assim, criou boa chance aos 11 minutos, quando Emerson aproveitou o contra-ataque e chutou forte para a defesa de Rogério Ceni. O técnico Tite, então, resolveu dar novo fôlego ao ataque, trocando Guerrero por Alexandre Pato. Mas foi o São Paulo que quase marcou, quando Paulo Miranda cabeceou após cobrança de falta e Cássio se esticou para conseguir evitar o gol.

Mas o que prevaleceu no clássico foi a marcação. Com muita disputa pela bola e poucas chances de gol, o placar ficou mesmo no 0 a 0. Assim, a decisão foi para os pênaltis, assim como tinha acontecido no dia anterior com o Santos, que passou pelo Mogi Mirim na outra semifinal do campeonato. Aí, o Corinthians levou a melhor, vencendo por 4 a 3, aumentando a pressão no São Paulo e garantindo a sua classificação para a final do Paulistão.

FICHA TÉCNICA:

SÃO PAULO 0 (3) x (4) 0 CORINTHIANS

SÃO PAULO - Rogério Ceni; Paulo Miranda, Edson Silva, Rafael Toloi e Carleto; Denilson, Wellington, Jadson e Paulo Henrique Ganso; Osvaldo (Douglas) e Luis Fabiano. Técnico: Ney Franco.

CORINTHIANS - Cássio; Alessandro, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Danilo; Romarinho, Emerson (Douglas) e Guerrero (Alexandre Pato). Técnico: Tite.

ÁRBITRO - Antonio Rogério Batista do Prado.
CARTÃO AMARELO - Romarinho, Rafael Toloi, Emerson e Alessandro.
RENDA - R$ 973.500,00.
PÚBLICO - 29.475 pagantes.
LOCAL - Estádio do Morumbi, em São Paulo.

continua após publicidade