Esportes

Fifa nega ter descartado o uso Morumbi

Da Redação ·
 Morumbi deverá passar por uma intensa reforma
fonte: Google Imagens
Morumbi deverá passar por uma intensa reforma

O departamento de comunicação da Fifa desmentiu a informação publicada nesta terça-feira de que o Morumbi estaria descartado da Copa do Mundo de 2014. A entidade divulgou que o projeto do estádio ainda está sob análise técnica, e estaria apto a receber jogos até as oitavas de final da competição.
 

continua após publicidade

De acordo com uma informação publicada nesta terça pelo jornal O Estado de S. Paulo, o secretário-geral, Jerome Valcke, iria anunciar a exclusão do projeto de reforma do Morumbi durante sua visita ao Brasil na quinta-feira. Mas o departamento de comunicação da Fifa negou qualquer relação dessa viagem com a análise técnica do estádio.
 

“O problema do estádio do Morumbi está relacionado com a análise técnica do estádio. Por enquanto, o projeto apresentado estaria apto a receber jogos da fase de grupos e das oitavas de final da Copa do Mundo”, informou a Fifa em uma resposta enviada à Rádio França Internacional e retransmitida ao São Paulo Futebol Clube.
 

continua após publicidade

“A Fifa já enviou aos representantes de São Paulo e do Morumbi a informação de que precisam para fazer com que o estádio possa receber jogos de semifinais, e está atualmente esperando para ver essas melhorias apresentadas. A visita do secretário-geral Jerome Valcke nesta semana não tem relação com a análise técnica do estádio”, completou o comunicado.
 

O departamento de comunicação do São Paulo ainda não decidiu se publicará um comunicado oficial para tratar do assunto. Segundo a assessoria de imprensa do clube, a posição é a mesma de sempre: o Morumbi precisa se adequar às exigências do caderno de encargos para receber a abertura do Mundial.
 

Na última segunda-feira, o presidente Juvenal Juvêncio afirmou categoricamente que o estádio será palco do primeiro jogo da Copa em 2014. “O Morumbi está muito à frente da maioria dos outros estádios, não só pela importância física, mas pela importância da cidade de São Paulo. Vocês [jornalistas] podem ter certeza absoluta de que a abertura será no Morumbi. Não existe Copa do Mundo no Brasil sem isso”, decretou o mandatário são-paulino, antes da notícia veiculada pelo Estado.


A assessoria de imprensa do presidente da SPTuris e coordenador do Comitê Executivo Paulista para a Copa, Caio Carvalho, afirmou: "Estamos contentes com a nota da Fifa desmentindo o fato. Tínhamos certeza de que a informação era falsa."
 

continua após publicidade

Carvalho está de férias e também negou que exista um plano B para a construção de um novo estádio na capital paulista. Por meio de seu Twitter, completou: "Plano B para abertura Copa 2014 não existe. Principalmente com dinheiro público e seria criminoso em São Paulo. Se não for no Morumbi, não será em São Paulo."
 

As obras em todos os 12 estádios do Mundial do Brasil deveriam começar em março. O comitê local já fez uma concessão. Entretanto, a Fifa ameaça tirar o direito dos estados em caso de novo atraso. Esses locais seriam descartados se novos problemas no início das obras forem observados.
 

A Fifa irá aproveitar a visita ao país para reforçar que quatro ou cinco sedes deverão estar totalmente prontas para receber a Copa das Confederações, em 2013. Essas cidades deverão liberar suas arenas até dezembro de 2012. Os locais serão definidos possivelmente logo após o fim do Mundial da África do Sul, que se encerrará em 11 de julho.
 

Ainda que o Morumbi tenha recebido críticas desde a primeira vistoria aos estádios no Brasil, o último pronunciamento da Fifa quanto ao estádio paulistano foi positivo. "Os planos de reforma do Morumbi eram um problema. E o projeto que recebemos recentemente nos deixou satisfeitos com as evoluções. O que foi pedido está sendo atendido", declarou Jerome Valcke em março.