Esportes

Cruzeiro acorda tarde e fica no empate diante do Ipatinga pela semi do Mineiro

Da Redação ·

Jogando no Ipatingão, o Cruzeiro conseguiu manter a sua vantagem na primeira partida da semifinal do Campeonato Mineiro com um empate por 0 a 0 diante do Ipatinga. Com isso, a Raposa só precisa de mais uma igualdade na segunda partida para chegar à decisão do Estadual contra o vencedor do confronto entre Atlético-MG e Democrata. O Galo venceu a primeira por 2 a 1, neste sábado, também no Ipatingão.

continua após publicidade

O empate foi um reflexo do desinteresse da Raposa principalmente na primeira etapa, quando ficou apenas esperando os donos da casa, que também adotaram uma postura mais cautelosa. Nos 45 minutos finais, a equipe celeste se soltou mais, porém, apesar de ter criado várias oportunidades, não conseguiu abrir o placar. Kléber saiu machucado ainda no primeiro tempo e será reavaliado nesta segunda.

As duas equipes voltam a se enfrentar no próximo fim de semana, no Mineirão. Data e horário serão decididos no início desta semana. Antes disso, a equipe celeste tem um compromisso importantíssimo pela última rodada da fase de grupos da Taça Libertadores contra o Colo Colo, em Santiago, às 20h30m (de Brasília). A Raposa precisa da vitória para garantir a liderança do Grupo 7.

continua após publicidade

Jogo morno termina sem gols no primeiro tempo

O início da partida foi marcado por muitos erros de passe e pouca criatividade de lado a lado. Com o Cruzeiro adotando uma postura mais passiva, o Ipatinga resolveu se arriscar ao ataque e quase abriu o placar aos nove minutos. Alessandro entrou na área, tirou do goleiro Fábio, que conseguiu fechar o ângulo, obrigando o atacante a recuar um pouco e tentar marcar por cobertura. A bola saiu por pouco.

Enquanto isso, a defesa do Tigre se colocava bem e impedia as finalizações celestes principalmente com o zagueiro Sílvio, que estava atento à movimentação de Thiago Ribeiro. Aos 14, por exemplo, o defensor impediu uma penetração do camisa 11 que poderia ser fatal. O primeiro lance de perigo dos visitantes só ocorreu aos 20, quando Jonathan cruzou da direita, a zaga afastou, e Diego Renan pegou de primeira para a defesa firme do goleiro Douglas.

continua após publicidade

Os problemas cruzeirenses aumentaram aos 30 minutos quando Kléber colocou a mão na coxa esquerda e pediu substituição. Guerróm entrou em seu lugar. O Ipatinga continuou em cima e teve a melhor chance aos 32 em cobrança de falta de Francismar, que acertou a trave. No minuto seguinte, a meta azul voltou a ser ameaçada com Luizinho, que entrou na área e chutou cruzado à direita de Fábio.

A Raposa decidiu acordar no fim da etapa com Thiago Ribeiro. Aos 38, o atacante fez boa jogada pela esquerda de cruzou para Leonardo Silva completar para fora. Já aos 41, a arbitragem prejudicou o Cruzeiro, quando marcou equivocadamente um impedimento de Thiago Ribeiro, que sairia na cara do gol. Por fim, já nos acréscimos, Jonathan coboru o escanteio, a zaga desviou e a bola sobrou para Fabinho cabecear em direção a Thiago Ribeiro, mas Douglas saiu corajosamente para abafar a finalização e manter o placar em branco.

Raposa cresce na etapa final e domina a partida

continua após publicidade

No segundo tempo, o Cruzeiro resolveu jogar e mandou na partida. Aos três minutos, Jonathan cruzou da direita para Diego Renan cabecear. Douglas segurou firme sem maiores problemas. Aos seis, o lateral-direito apareceu de novo, tabelou com Guerrón e chegou chutando cruzado. O goleiro espalmou, mas Marquinhos Paraná não aproveitou o rebote. Três minutos depois, no escanteio cobrado por Thiago Ribeiro, Gil teve a chance pelo alto, mas mandou para fora.

Só dava Raposa. Aos 16, Marquinhos Paraná serviu Guerrón na área. O equatoriano chegou atropelando todo mundo e chutando, mas a bola bateu em Douglas e saiu. Aos 20, Gilberto levantou na área, Leonardo Silva subiu livre, mas cabeceou muito para o chão e Douglas conseguiu afastar o perigo. Cinco minutos depois, após boa troca de passes no ataque, Thiago Ribeiro arriscou de fora da área, o goleiro espalmou e ninguém apareceu para concluir.

O Ipatinga apostava no contra-ataque, mas, com todo mundo querendo decidir sozinho, o trabalho da defesa celeste era facilitado. Aos 31, porém, o Tigre teve uma boa chance com uma bomba de Danilo Dias, que passou raspando o travessão e assustando Fábio. Mas foi um lance isolado, e o Cruzeiro seguia melhor na partida.

Guerrón deu uma bela assistência a Jonathan aos 37 minutos. O lateral bateu forte, e Douglas conseguiu evitar o gol cruzeirense. E, apesar da pressão azul nos minutos finais da partida, o placar ficou mesmo em branco, deixando a decisão da vaga na final para o Mineirão.