Esportes

Confiante, Massa vê cenário de equilíbrio na Fórmula 1

Da Redação ·

Quarto colocado no GP da Austrália, prova de abertura da Fórmula 1 de 2013, e quinto no GP da Malásia, Felipe Massa segue confiante de que poderá realizar um grande campeonato pela Ferrari. Mais rápido do que o espanhol Fernando Alonso nos dois treinos de classificação para as duas primeiras corridas do ano, o brasileiro chegará otimista em Xangai, palco do GP da China, no próximo domingo. "Eu sei que fizemos apenas duas corridas, mas tenho uma boa sensação até agora nesta temporada", disse Massa, em declaração publicada nesta terça-feira pelo site oficial da Ferrari, para o qual depois ele explicou os motivos para o seu otimismo. "O trabalho que fizemos com o (modelo) F138 ao longo do inverno nos colocou na direção certa e o carro tem muito mais potencial (que o do ano passado nesta mesma época). É claro que quero sempre lutar pela vitória, apesar de não ter conseguido nas duas primeiras corridas, mas os sinais foram bons, com um excelente ritmo de corrida e agora temos de seguir indo em frente corrida por corrida", disse. O ferrarista ainda apontou um cenário de equilíbrio na F1 de 2013, que teve a vitória do finlandês Kimi Raikkonen, da Lotus, na primeira prova do ano, antes do alemão Sebastian Vettel, atual tricampeão pela Red Bull, se sagrar vencedor na Malásia. "Tudo o que posso dizer é que há definitivamente mais de duas equipes que são capazes de lutar por vitórias e pelo campeonato", ressaltou Massa, para depois reforçar: "Nossa equipe é uma delas, com o nosso carro caminhando na direção certa e entregando resultados na pista que nós esperávamos quando se olha para os dados coletados no túnel de vento e na fábrica. Na Austrália, nós tivemos um carro que era capaz de vencer e na Malásia o carro foi mais uma vez competitivo, embora as condições tenham tornado a corrida uma espécie de loteria". O brasileiro ainda destacou que espera ver o carro da Ferrari ainda mais forte em Xangai, após um intervalo de dois finais de semana sem corridas na F1, período em que a equipe italiana trabalhou intensamente para melhorar o F138. "Estamos bem preparados para a China e teremos todas as atualizações que esperamos trazer conosco em Xangai, após o trabalho na fábrica e no simulador, na semana passada", revelou. "Espero que isso se traduza em uma evolução ainda maior na pista", projetou.

continua após publicidade