Esportes

Rubro-Negro empata e terá de torcer contra o Fluminense

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 6 de abril (Folhapress) - O Flamengo pode ser eliminado da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, ainda hoje. Em jogo polêmico, a equipe de Jorginho empatou com o Duque de Caxias por 1 a 1 e terá de esperar o resultado de Resende e Fluminense, que jogam às 18h30, para saber se terá chances de classificação.

Isso porque o Resende é o líder do Grupo B com 12 pontos, seguido do Fluminense com 10. O Duque de Caxias é o terceiro com seis pontos e depois vem o Flamengo, com cinco - e apenas mais dois jogos pela frente.

Se o Fluminense vencer o Resende, o Flamengo estará matematicamente sem chances de classificação. Em caso de empate do time de Abel Braga, o Flamengo precisará vencer as duas partidas restantes - uma inclusive é clássico contra o Flu - e torcer para que o rival não anote mais pontos, além de ter de tirar uma diferença de sete gols.

Uma derrota do Fluminense hoje, ainda deixa o time de Jorginho com pequenas chances de classificação.

No meio destas contas está o Duque de Caxias, que foi a seis pontos. O Flamengo teria de torcer também para que este time - ou nenhum outro - não ultrapasse os 10 pontos, ou seja, perca os próximos dois jogos. Apenas líder e vice-líder dos grupos vão às semifinais.

Audax e Boavista também podem ultrapassar o time de Hernane, pois estão com quatro pontos e entram em campo neste domingo.

Charles Chad, vice-artilheiro da Taça Rio com oito gols marcou o gol do Duque de Caxias e o Flamengo teve dois gols anulados. O segundo deles, chegou a ser validado pelo árbitro Pathrice Wallace Maia e pelo assistente Paulo Vitor Carneiro. Entretanto, o juiz voltou atrás após ser chamado pelo auxiliar que estava ao lado do gol em que o Flamengo atacava, que acusou a posição irregular.

Cléber Santana foi o responsável pelo empate aos 47min do segundo tempo, em chute forte de fora da área.

No próximo domingo, dia 14, às 18h30, o Flamengo terá o clássico contra o Fluminense já sabendo se tem chances de ir às semifinais ou não, em Volta Redonda. O Duque de Caxias joga no próximo sábado, às 15h30, contra o Boavista.

O jogo

O Flamengo teve Elias improvisado na lateral direita, já que Léo Moura não conseguiu se recuperar da lesão no tornozelo esquerdo. Alex Silva não foi nem convocado pelo técnico Jorginho que, mais uma vez, adotou outra formação para a equipe.

Renato Abreu foi o principal destaque do primeiro tempo, que não teve grandes emoções. O meia teve duas oportunidades de marcar um gol para o Flamengo em dois arremates de fora da área.

O Duque de Caxias jogou com duas linhas de quatro marcadores e impediu as infiltrações do adversário. O Flamengo pouco utilizou as laterais do campo e quando tentou chegar à pequena área com toques curtos, a defesa do Duque prevaleceu.

A equipe terceira colocada do Grupo B da Taça Rio abriu o placar com o vice-artilheiro Charles Chad, que fez um golaço num chute de fora da área pela esquerda, aos 30min.

Depois do gol, o Duque de Caxias recuou ainda mais a marcação e conseguiu parar as investidas do Flamengo - que errou muitos passes.

Na segunda etapa, logo aos 2min, Renato Santos desperdiçou grande chance. Após cobrança de falta pela esquerda, Charles Chad desviou para trás e o zagueiro, sozinho, tocou para fora.

O Flamengo teve um gol anulado aos 5min. Renato Abreu bateu falta na entrada da área e Hernane desviou para o gol, porém, em posição irregular.

Jorginho promoveu a entrada de Carlos Eduardo no lugar de Rodolfo no intervalo e teve de tirar o jogador, que saiu sentindo dores na coxa esquerda, logo aos 11min. Cléber Santana foi o escolhido para entrar em campo.

Aos 19min ocorreu o lance mais polêmico do jogo. Elias fez um levantamento e Hernane desviou de cabeça para o gol, em posição duvidosa. O árbitro Pathrice Wallace Maia olhou para o bandeira Paulo Vitor Carneiro, que validou o gol. Os dois, portanto, correram para o meio de campo.

Os jogadores do Duque de Caxias protestaram com o assistente que fica ao lado do gol, o qual chamou o árbitro para conversar. Pathrice voltou atrás de sua decisão e invalidou o gol.

Jorginho questionou o quarto árbitro: "não tem como voltar atrás, isso não existe".

O Flamengo pressionou ainda mais depois deste lance. O Duque de Caxias se defendeu de todas as maneiras e quase não atacou.

Em um lance na defesa, Sagaz cabeceou contra seu patrimônio e a bola bateu no travessão.

Nos minutos finais, o Flamengo foi para cima com todos os seus jogadores, enquanto o Duque recuou todo seu elenco.

Após tanto insistir, o empate ocorreu. Aos 47min, Cléber Santana chutou forte e igualou o marcador, mas não dava tempo para mais nada.



FLAMENGO

Felipe, Elias, Renato Santos, Walace e João Paulo; Amaral, Renato, Gabriel e Rodolfo; Rafinha e Hernane. Técnico: Jorginho



DUQUE DE CAXIAS

Fernando, Iago, Paulão e Sérgio Raphael; Dudu, Lucas, Renan Silva, André Gomes, Leandro Cruz e Antonio Carlos; Charles Chad. Técnico: Mário Marques



Estádio: Moça Bonita, no Rio

Árbitro: Pathrice Wallace Correa Maia

Assistentes: Paulo Vitor Paladino Carneiro e Tarsio Monteiro Lago

Renda/Público: Não informados

Cartões amarelos: Elias (Flamengo) Leandro Cruz, Sagaz e Charles Chad (Duque de Caxias)

Gols: Charles Chad, aos 30min do 1º tempo; Cleber Santana, aos 46min do 2º tempo

 

continua após publicidade