Esportes

Evo Morales se diz 'sensível' à situação de corintianos

Da Redação ·
O presidente da Bolívia, Evo Morales, afirmou a deputados brasileiros que visitam o país que está "sensível" à situação dos 12 torcedores corintianos presos em Oruro. O encontro do líder do país com os parlamentares ocorreu de forma casual durante o jogo entre The Strongest e São Paulo, na noite da última quinta-feira, no Estádio Hernando Siles, em La Paz. Os 12 corintianos estão presos acusados da morte do boliviano Kevin Beltrán Espada, de 14 anos, atingido por um sinalizador durante jogo do Corinthians contra o San José, no dia 20 de fevereiro, em Oruro. Um outro torcedor, menor de idade e que está no Brasil, assumiu a culpa pelo disparo, que teria sido acidental. O deputado Vicente Cândido (PT-SP), que é conselheiro do Corinthians, contou que os parlamentares se reuniram com outras autoridades do governo ao longo da última quinta-feira e ouviu a promessa de que haverá uma tentativa de dar celeridade ao caso. Ele explicou que alguns dos deputados decidiram acompanhar o jogo do São Paulo em La Paz e acabaram recebidos pelo presidente. "O presidente Evo recebeu a gente e falei com ele sobre o caso. Ele estava bem informado e nos disse que está sensível ao que está acontecendo. Ele se mostrou preocupado, acolhedor e disse que o governo boliviano vai ajudar no que for de sua competência", afirmou o deputado petista.
continua após publicidade