Esportes

Neymar marca, mas Santos empata com São Caetano

Da Redação ·
O Santos entrou no gramado do Pacaembu nesta quinta-feira já classificado para as quartas de final do Campeonato Paulista, enquanto o São Caetano era o penúltimo, convivendo com o drama do rebaixamento. A superioridade santista, no entanto, ficou só no papel. A equipe saiu atrás no placar, empatou com belo gol de falta de Neymar e até brigou bastante pela virada, mas apresentou dificuldades na criação e ficou no 1 a 1, pela 17.ª rodada. Graças à derrota do Bragantino na quarta, o Santos garantiu a classificação antecipada. A equipe é a terceira colocada, com 33 pontos, e agora volta as atenções para a Copa do Brasil, já que enfrenta o Flamengo-PI na quarta que vem, em Teresina. No mesmo dia, o São Caetano também estreia na competição nacional, diante do Arapongas, do Paraná, na casa do adversário. O Santos começou de forma fulminante o jogo desta quinta e assustou o São Caetano antes do primeiro minuto, em chute de fora da área de Cícero, que passou perto do travessão. Mas em sua primeira ida ao ataque o time do ABC paulista abriu o placar. Jael sofreu falta de Durval perto da área. Ele mesmo bateu com categoria e marcou o primeiro, aos seis minutos. O time da Vila Belmiro não se abalou com o gol e seguiu chegando com facilidade ao ataque. Neymar, no minuto seguinte, quase marcou de cabeça. Depois, o atacante recebeu lindo lançamento de Cícero, mas, sem ângulo, bateu para fora. Tudo isso antes dos dez minutos iniciais. Aos poucos, no entanto, o São Caetano foi diminuído os espaços do Santos, que já não tinha a mesma facilidade na criação de jogadas. Com isso, o time mandante passou a abusar dos cruzamentos. Aos 23 minutos, Neymar e Montillo tabelaram com qualidade, mas o atacante chutou muito alto após receber na entrada da área. Mas quem chegou mais perto de marcar foi o São Caetano. A marcação do Santos deu bobeira e o volante Fabinho recebeu lançamento sozinho. De frente para Rafael, dominou e bateu forte rente à trave. Mesmo sem sofrer grande pressão, o técnico Daniel Martine decidiu fechar sua equipe, substituindo o meia Éder pelo volante Moradei. No primeiro lance, o ex-jogador do Corinthians fez falta e recebeu amarelo. Na cobrança, Cícero desviou de cabeça e só não marcou porque Fábio fez grande defesa. Mesmo com o claro objetivo de se defender, o São Caetano deu um contra-ataque ao Santos, que teve sua melhor oportunidade em todo o primeiro tempo. Aos 44 minutos, Montillo foi lançado, teve calma e achou Giva sozinho. O atacante só não marcou porque Fábio saiu bem e fechou o ângulo. Se o São Caetano abriu o placar aos seis minutos do primeiro tempo, de falta, o Santos deixou tudo igual aos sete da etapa final também de falta. O árbitro viu toque de mão de Eli Sabiá na meia-lua, Neymar cobrou com perfeição, no canto do goleiro, e empatou. O gol não mudou o propósito do São Caetano, que seguia preocupado em se defender e explorar os contra-ataques. Em um deles, Jael quase marcou, mas foi travado por Renê Júnior. No lance seguinte, André recebeu de Neymar e cabeceou para boa defesa de Fábio. As melhores chances do Santos surgiam em bolas alçadas e aos 28 minutos foi a vez de Neymar cabecear rente à trave. Quando o time da casa tinha total domínio da partida, o São Caetano quase surpreendeu. O lateral Diego bateu falta pela direita e acertou o travessão, aos 34 minutos. Neymar ainda criou outra boa chance para Pato Rodríguez, que não alcançou a bola, no último momento do Santos na partida.

FICHA TÉCNICA: SANTOS 1 X 1 SÃO CAETANO SANTOS - Rafael; Galhardo, Neto, Durval e Léo; Alan Santos, Renê Júnior, Cícero (Pato Rodríguez) e Montillo; Neymar e Giva (André). Técnico: Muricy Ramalho. SÃO CAETANO - Fábio; Bruno Aguiar, Eli Sabiá e Adriano (Bustamante); Samuel Xavier, Fabinho, Pirão (Rogério), Eder (Moradei) e Diego; Danielzinho e Jael. Técnico: Daniel Martine. GOL - Jael, aos seis minutos do primeiro tempo. Neymar, aos sete minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Antonio Rogério Batista do Prado (SP).

CARTÕES AMARELOS - Neymar, Durval (Santos); Pirão, Éder, Moradei, Bruno Aguiar, Fábio (São Caetano).

RENDA - R$ 233.935,00.

PÚBLICO - 10.780 pagantes (11.476 total).

LOCAL - Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).

continua após publicidade