Esportes

Câmara pode instalar CPI para investigar torcidas organizadas

Da Redação ·

BRASÍLIA, DF, 3 de abril (Folhapress) - A Câmara dos Deputados pode instalar uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar os atos de violência praticados pelas torcidas organizadas de futebol em todo o país de 2003 até os dias atuais. A proposta foi aprovada hoje pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Casa. Para ser criada, ela precisa passar ainda por uma votação em plenário. Não há data para isso ocorrer. A ideia é que os deputados investiguem causas de violência e mortes nos estádios. A proposta original do deputado Lincoln Portela (PR-MG) pedia ainda para investigar "recebimento, controle e prestação de contas das verbas recebidas, bem como tráfico de drogas e armas" pelas torcidas. Relator da proposta, o deputado Anthony Garotinho (PR-RJ) retirou essa previsão argumentando que ela foi apresentada de forma genérica, sem discorrer como seria realizada essa verificação. O Estatuto do Torcedor impede que o torcedor que cause tumultos ou pratique atos de violência, compareça aos eventos esportivos no intervalo de três meses. Quando for instalada, a CPI será composta por 11 parlamentares e terá 120 dias, prorrogáveis por 60, para concluir seus trabalhos.  

continua após publicidade